SM castra animais de famílias carentes

A Prefeitura de Sumaré realiza, de 30 de abril a 3 de maio, a 1ª etapa da Campanha de Castração Animal 2016. Serão atendidos 200 animais, cães e gatos machos e fêmeas, de famílias de baixa renda. Neste primeiro momento, serão atendidas pela iniciativa da Prefeitura, realizada através das Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Secretaria de Saúde, famílias da região do Jardim São Judas Tadeu (30 de abril e 1º de maio) e da região do Horto Florestal ??? incluindo a ocupação conhecida como ???Três Pontes??? e Assentamentos I e II (dias 2 e 3 de maio).
A castração será realizada por empresa especializada, contratada pela Prefeitura por meio de processo licitatório. O procedimento cirúrgico acontecerá em unidade móvel, sempre das 7 às 16 horas, somente para animais previamente cadastrados na Prefeitura.
Para participar da campanha, o tutor do animal deverá fazer a inscrição até o dia 27 de abril, pessoalmente, na Secretaria de Meio Ambiente, localizada na Rua Eugenia Biancalana Duarte, nº 200, no Jardim Primavera, Região Central de Sumaré. ?? necessário que o proprietário do animal seja de baixa renda, inscrito em algum programa social do Município, apresentar RG e CPF. Somente serão atendidos na unidade móvel os casos previamente agendados e que atenderem o critério social.
No caso de dúvidas, os moradores devem procurar os protetores ou entrar em contato com o Meio Ambiente de Sumaré, por meio do telefone (19) 3828-4775.
CASTRA????O E MICROCHIPAGEMNo dia da castração, os animais passarão por triagem. Os procedimentos pré e pós-operatório, assim como os medicamentos, serão de responsabilidade dos proprietários dos cães e gatos. A orientação é que os bichinhos sejam levados ao local da campanha já com o ???colar elizabetano???, instrumento utilizado no pós-operatório veterinário que restringe os movimentos do animal, impedindo que atrapalhe o processo de recuperação. 
No processo cirúrgico, os animais passam por uma avaliação clínica prévia e recebem uma anestesia geral. A castração em machos consiste na retirada dos testículos. Nas fêmeas, são retirados o útero, trompas e ovários. Trata-se de uma cirurgia de baixo risco e o animal é liberado assim que o efeito da anestesia é revertido.
Durante a campanha, os animais também receberão a microchipagem, uma identificação eletrônica feita por meio da inserção de um microchip no animal. Do tamanho de um grão de arroz, o microchip contém todas as informações (espécie, idade, sexo, etc) que passam a fazer parte de um cadastro nacional. A finalidade da microchipagem é promover a ???guarda responsável??? e o fácil companhamento vacinal dos cães e gatos. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE