SM: Campanha de Vacinação recomeça na próxima semana

A Secretaria de Saúde de Sumaré reiniciou nesta quinta-feira, dia 26, a Campanha de Vacinação contra a Gripe, voltada a Melhor Idade a partir dos 60 anos e colaboradores da saúde. Para evitar a transmissão do coronavírus, a vacinação ocorreu em escolas, centros comunitários e igrejas. Além disso, o serviço drive thru foi ofertado em todos os espaços para pacientes com dificuldade de caminhar, com a vacinação nos veículos.  Novamente, com a grande procura, as 8.500 novas doses que o Estado enviou para a cidade esgotaram. A previsão é que na próxima semana o Município receba uma nova remessa de vacinas e retome a vacinação.

???Seguindo a determinação do Ministério da Saúde, iniciamos a vacinação em Sumaré na segunda-feira. Porém, com a grande procura logo no primeiro dia, as doses enviadas para nós pelo Estado acabou rapidamente. Recebemos uma segunda remessa de vacinas e retomamos a vacinação, porém, novamente as doses foram insuficientes. Aguardamos a chegada da nova remessa para retomarmos a campanha. Ressaltamos que, como a campanha de vacinação foi antecipada pelo Ministério da Saúde, criamos um esquema todo especial para atender a determinação Federal e proteger nossa Melhor Idade de qualquer exposição”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

“Trabalhamos para imunizar nossa Melhor Idade, porém, sem expor os idosos aos riscos de transmissão do coronavírus. ?? importante que as pessoas mantenham a calma e se vacinem, a vacina é uma das formas de prevenção mais eficiente que temos contra os principais subtipos da gripe, o que nos auxilia a garantir mais saúde e melhor qualidade de vida à nossa população”, disse o secretário de Saúde, Rafael Virginelli.

A meta no município é vacinar 20.617 idosos e 4.788 trabalhadores da saúde. Para receber a dose, basta apresentar a Carteira de Vacinação ou documento de identificação nos postos de vacinação. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o Ministério da Saúde tomou a decisão de realizar esta campanha com um mês de antecedência devido ao momento atual, de combate ao COVID 19 (coronavírus), e em virtude da confirmação de casos no país, apesar desta vacina não prevenir contra esse novo vírus. ???Com isso, pretende-se proteger a população contra a influenza, além de minimizar o impacto sobre os serviços de saúde”, orientou a Vigilância.

A segunda fase da campanha – com início em 16 de abril – será para o grupo dos professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos doentes crônicos. A partir de 9 de maio, Dia D de vacinação, serão vacinadas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 23 de maio.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE