Sem whatsapp, ataques migram para o SMS

Sem poder disseminar ataques a milhares de usuários via whatsapp, os grupos de detratores de candidatos em Americana escolheram fazer os disparos via SMS (mensagem de texto). Menos eficientes, os SMSs são vendidos em pacotes e já visaram atingir dois candidatos na cidade. O primeiro caso foi o de Chico Sardelli/PV, cuja mensagem de ataque trazia que ele arruinou o Rio Branco.

GIOVANA FOI HOJE– Esta sexta-feira foi a vez de os ataques serem dirigidos à candidata Giovana Fortunato/PDT. A mensagem também trazia um link para vídeo do youtube que tenta criar uma narrativa de que ela reclama do salário de vereador e que é ‘rica’ e comunista.

QUEM ASSISTE?– Muita gente que recebe essas mensagens não tem mais a prática de lidar com os SMSs. O brasileiro médio (foco de quem ataca) hoje faz quase tudo pelo whatsapp e a ‘preguiça’ dele pode afetar o efeito desejado pelos emissores.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE