Sem mandar carta. Bill vai a Brasília cobrar Correios

O prefeito de Nova Odessa Bill Vieira de Souza (PSDB) anunciou hoje que irá para Brasília cobrar intervenção da presidência da EBCT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) para melhorar o serviço prestado pela estatal federal em Nova Odessa.
A decisão de ir à Capital, prevista para a próxima semana, foi tomada durante reunião entre diretores de setores diversos da Prefeitura e vereadores da Comissão de Obras, Serviços Públicos, Habitação e Desenvolvimento Urbano da Câmara. O encontro de hoje foi agendado durante debate realizado na noite de ontem, na Câmara dos Vereadores, para discutir a ineficiência dos Correios na cidade.
A reunião realizada hoje cedo na Prefeitura reuniu, além de vereadores, engenheiros e diretores de setores como transporte, planejamento e gabinete da Prefeitura. ????? claro o descontentamento dos nossos moradores com o serviço prestado pelos Correios. A Prefeitura tem dado todo o suporte para que esse serviço seja bem feito. Como não está sendo, vou levar a reivindicação dos vereadores e da população para a diretoria da empresa???, disse Bill.
Ficou acertado que além dos ofícios, tanto da Prefeitura quanto da Câmara, a serem entregues na EBCT, a Prefeitura fará mais uma atualização do mapa de ruas da cidade e uma revisão geral de ruas e avenidas para identificar onde faltam placas de identificação. ???Essas medidas são para nos certificarmos que tudo que depende da Prefeitura está sendo feito. Temos bairros como o Terra Nova, por exemplo, que está tudo certinho, regulamentado e com as devidas placas nas ruas, mas seus moradores não recebem as correspondências???, observou o chefe de Gabinete, Vanderlei Cocato.
Ele e demais vereadores lamentaram a ausência de representantes da estatal no debate realizado ontem na Câmara, o que motivou o parlamentar a dizer que irá apresentar moção de repúdio aos Correios.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE