Secretaria Estadual muda cronograma de vacinação contra a gripe

A Secretaria de Saúde de Americana recebeu às 15h30 desta quarta-feira (27) novo comunicado da Divisão de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde comunicando que havia mudado novamente o cronograma de vacinação contra a gripe. A nova decisão reinseriu o grupo de idosos no calendário de vacinação do próximo sábado, dia 30 de abril.
Assim, a partir do dia 30 de abril serão vacinados idosos, crianças com idade entre seis meses e abaixo de cinco anos, gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias (puérperas) e profissionais de saúde. No dia 09 de maio, serão imunizados pacientes com doenças crônicas e acamados
Americana contará com uma estrutura de dez unidades de saúde no próximo sábado (30), que funcionarão o dia todo, das 8 às 17 horas.
O município possui 46.253 habitantes que se encaixam no público alvo da campanha. A meta do Ministério da Saúde é atingir uma cobertura vacinal de 80%.
As unidades que funcionarão no sábado são as seguintes:
1-UBS Mathiensen- rua das Alfazemas, nº 316;
2-UBS São Vito- rua Chucri Zogbi, nº 540;
3-UBS Ipiranga- rua Itambé, nº 236;
4-UBS Gramado- avenida da Amizade,  s/nº;
5-UBS Zanaga (posto 13)- rua Ademar Tavares, nº 185;
6-UBS São José – rua Agostinho Torrão, nº 150. Essa unidade é a da região da Praia Azul e não deve ser confundida com a UPA São José, onde não haverá vacinação;
7-UBS Centro-rua Dom Pedro II, nº 81;
8-UBS Parque das Nações- rua Austrália, nº 288;
9-UBS Jaguari- rua Lupicínio Rodrigues, nº 165;
10-CAFI- rua das Poncianas, nº 900 – Jardim Glória.
A vacinação contra a gripe continua até o dia 20 de maio em todas as unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, seguindo o cronograma estabelecido pela Vigilância Epidemiológica Estadual.
Saliente-se que os doentes crônicos só serão vacinados se apresentarem encaminhamento médico com a devida patologia identificada na prescrição. Aqueles que não cumprirem esse requisito não serão imunizados.
Quanto aos profissionais de saúde, a campanha atende apenas aqueles que lidam diretamente na assistência a pacientes com suspeita de H1N1, ou seja, profissionais que atuam, principalmente, em hospitais e unidades básicas. Cada um desses profissionais será vacinado no próprio ambiente de trabalho.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE