SB lidera geração de empregos na indústria

O Brasil viveu uma das maiores crises econômicas de sua história nos últimos anos. Período em que indústrias fecharam, empregos foram perdidos e alguns setores estagnaram. Neste cenário, cabe aos municípios a criatividade e acima de tudo organização para minimizar os impactos. E no início de 2019, assim como em anos anteriores, Santa Bárbara d’Oeste figura como uma cidade preparada para os novos empreendimentos.

Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), vinculado ao Ministério da Economia, apontam Santa Bárbara d’Oeste como líder no ranking da geração de empregos na indústria durante o primeiro bimestre de 2019. A cidade abriu 366 novos postos de trabalho entre janeiro e fevereiro.

Já a análise do Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) relacionada ao mês de março mostra que Santa Bárbara d’Oeste é quem mais gerou emprego no Estado, com 150 novos postos abertos. O trabalho para que os números sejam ainda mais positivos continua.

O desenvolvimento do vazio urbano da Avenida Santa Bárbara, entre a Zona Leste e a área central já começou. O Alphacenter está em implantação e será um Distrito Empresarial que vai estimular e atrair empreendimentos de grande porte nos setores automotivo, de saúde, tecnologia e gastronômico, com ênfase para grandes comércios, empresas de TI e prestação de serviços.

Paralelo a isso, outros distritos industriais estão em franco desenvolvimento. No Cintec, por exemplo, há o desenvolvimento de novas empresas às margens da Rodovia dos Bandeirantes e da SP-304 (Rodovia Luiz de Queiroz). Nesta região, a construção do Centro de Distribuição dos Supermercados Pague Menos avança ??? prédio com mais de 45 mil metros quadrados, em investimento de R$ 75 milhões, com geração de mais de 1000 empregos. Um pouco à frente, no Distrito Industrial 2, às margens da SP-304, a Paramount Plásticos Ltda constrói sua planta de 15 mil metros quadrados em investimento de R$ 35 milhões, com geração de mais de 300 empregos. Isso sem contar nas novas empresas do Manacás, Parque Industrial Bandeirantes e os distritos industriais já consolidados de ambos os lados da SP-304.

“A região de Santa Bárbara d’Oeste pode ser um grande vetor de geração de empregos para o Estado de São Paulo como um todo. Temos mão de obra qualificada e mais de 20 milhões de metros quadrados para a vinda de novos empreendimentos. Trabalhamos com esse desafio desde o 1º dia do nosso governo, desenvolvendo conceitos e buscando investidores para a nossa cidade. Hoje Santa Bárbara d’Oeste é a porta de entrada de novos investimentos em toda a região”, comentou o prefeito Denis Andia.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE