SB discute feriado de Zumbi

A realização de audiência pública para discutir os prós e os contras do feriado de 20 de Novembro (Dia da Consciência Negra) em Santa Bárbara d???Oeste, proposto pelo Projeto de Lei 127/2015, de autoria do vereador Valmir Alcântara de Oliveira, o Careca do Esporte (PROS). Esse foi o consenso durante reunião realizada na quinta-feira (25), que contou com a presença do parlamentar, da diretoria do grupo Quilombo da Paz e ativistas.
O primeiro encontro para discutir o assunto foi realizado na Câmara Municipal e teve por objetivo traçar a linha de discussão para a aprovação da proposta protocolada por Careca no final do ano passado. Segundo o vereador, a intenção da audiência pública é reunir a sociedade civil, movimentos sociais, setores de economia e demais autoridades para que a aprovação da lei transcorra de forma tranquila e democrática. A data audiência pública ficou definida para o dia 23 de março (quarta-feira), às 19h30, em local ainda a ser definido. ???Não temos a intenção de criar um feriado municipal de forma irresponsável e autoritária, vamos discutir a proposta com toda a sociedade???, enfatizou o vereador.
Para o presidente do grupo que representa a comunidade negra em Santa Bárbara d??? Oeste, Antônio Carlos de Barros, a audiência pública vai dar o caráter democrático que a discussão exige, reunindo em uma única mesa, os setores da sociedade que são contrários e a favor da instituição do feriado municipal. ???Será o momento de realizarmos um amplo debate com caráter democrático, unindo os prós e os contras???, destacou Barros.
O grupo decidiu convidar representantes dos setores comercial e industrial, além de entidades sindicais que representam os trabalhadores de Santa Bárbara d???Oeste. Careca lembrou que a instituição do feriado da Consciência Negra é uma realidade em todo o País e citou a aprovação da lei em cidades da Região, como Americana, que teve a proposta aprovada há alguns dias. ???Não estou propondo o feriado porque os municípios vizinhos instituíram, mas pela importância da luta pelos direitos que ele representa para a nação brasileira???, afirmou o autor do projeto.
Participaram do encontro, além do vereador e do presidente do Quilombo da Paz, Benedito Samuel Barbosa, o Dito Preto, que é membro do movimento negro e presidente da Amev (Associação dos Moradores dos Bairros Eldorado e Vista Alegre), Claudia Monteiro, professora mestre em história afro-brasileira, o professor e membro da Apeoesp (Associação dos Professores do Estado de São Paulo), José Capeletti, Derlide Raimundo, ativista do movimento negro e Igor Curupira Mathias, músico e representante cultural afro-brasileiro.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE