Edit

SB comemora ‘boa merenda’ nas escolas

A merenda servida em escolas municipais de Santa Bárbara d´Oeste tem alto grau de satisfação de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos).
O aumento na variedade de frutas e verduras, a redução de açúcar, sódio e ultraprocessados, a formação das cozinheiras, acompanhamento das nutricionistas e controle da qualidade das refeições servidas são esforços contínuos para que a merenda servida a mais de 15 mil alunos diariamente promova saúde e muito carinho.
“A atenção é constante, a dedicação do prefeito Denis Andia e de todos os funcionários envolvidos no processo é o diferencial. Tudo é feito com muito carinho, envolvimento e zelo. A equipe do Setor de Alimentação Escolar analisa item por item para que os melhores produtos sejam matéria-prima de nossos alunos. Tudo é acompanhado de perto. Eles sabem o que estão comendo e tem a participação dos pais. A educação também é promovida à mesa desenvolvendo consciência. A satisfação é percebida em todo processo e sabemos que estamos no caminho certo”, disse a secretária de Educação, Tânia Mara da Silva.
Em 2018 foram investidos R$ 7 milhões em gêneros alimentícios. Neste ano a variedade de frutas aumentou. Laranja, banana, pêra, goiaba e melancia, entre outras, compõe o dia a dia nas escolas. Os alimentos e preparos prontos estão disponibilizados com menos açúcar e sódio e os ultraprocessados tiveram sua quantidade reduzida. Há oferta de mais produtos integrais. O suco servido é integral. A agricultura familiar e os orgânicos são priorizados. 
A qualidade das refeições é controlada rigorosamente, até com aferição de temperatura. Em fevereiro deste ano, equipe técnica, dirigentes e coordenadores pedagógicos e 200 cozinheiras da Rede Municipal de Ensino receberam capacitação realizada pelo Sesi (Serviço Social da Indústria) sobre preparo, armazenamento e recebimento das refeições e lanches dos estudantes. 
Os alunos com intolerância a lactose, diabetes, alergia à proteína do leite ou outra necessidade especial encontram na Rede Municipal de Ensino, alimentos substitutos, escolhidos da forma mais natural e similar ao sabor e qualidade do original.
A educação alimentar que os alunos recebem, por meio de projetos desenvolvidos nas unidades, conscientiza sobre a importância para saúde do prato colorido, de evitar o desperdício, de valorizar o que é produzido por meio das hortas e de propagar os bons hábitos, contando com a participação efetiva dos pais e comunidade.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE