Sardelli quer lei mais dura para rótulos de cosméticos

O deputado estadual Chico Sardelli apresentou moção na Assembleia Legislativa de apelo ao presidente Michel Temer para que determine ao Ministério da Saúde a elaboração de estudos e a adoção de providências para alterar as leis e resoluções que cuidam dos produtos de higiene, cosméticos, de beleza, perfumes, e produtos de uso infantil.

O objetivo é que os rótulos dos produtos tragam, de forma visível, os seus componentes em português e deem destaque àqueles declarados de grau dois de risco alérgico. Quando do registro do produto também conste a tradução dos componentes e em última hipótese quando não houver tradução para o português e exclusivamente nestes casos possam vir na língua original. Quando ocorrer a mudança na composição, a informação dos novos componentes/ingredientes deve constar de forma destacada no rótulo principal do produto.
Sardelli justifica que muitos casos de dermatite são causados por reação a esses tipos de produto. O maior problema de quem sofre de dermatite de contato é descobrir o agente causador, pois na maioria das vezes a alergia não é ao produto e sim a algum componente, o que inviabiliza sua utilização. A grande dificuldade é ter a informação da composição dos produtos de forma satisfatória. 
O deputado considera ainda na moção que, infelizmente, a preocupação em mostrar as qualidades do produto e benefícios não é proporcional a informar seus ingredientes. Os pais também sofrem com a falta de informação e muitos produtos, apesar de serem para crianças e bebês, contêm em suas fórmulas componentes que provocam sérias alergias. “Apesar de não ser uma doença que leva a morte ou contagiosa, os que padecem deste mal que não tem cura, sofrem e merecem uma atenção especial do Poder Público”, comenta.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE