Santas Casas se reúnem no 2º Fórum Somos SUStentáveis

No próximo dia 18 (segunda-feira), representantes de hospitais filantrópicos de todo o Estado se reunirão no 2º Fórum Somos SUStentáveis, no Centro de Convenções Rebouças, para mostrarem a necessidade de ampliação do programa estadual Santas Casas Sustentáveis, que traz auxílio financeiro às instituições (leia mais abaixo). A eficiência da iniciativa será evidenciada em apresentações de hospitais que integram a ação e que, por meio dela, conseguiram aprimorar o atendimento à população, mesmo com as dificuldades econômicas do setor. São esperadas 600 pessoas, entre provedores, presidentes, diretores, administradores e gerentes hospitalares, coordenadores de área, além de autoridades de governo, como o secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann Ferreira.

O Fórum é realizado pela Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo), que tem atuado intensamente junto ao Legislativo e Executivo estadual, em pleito pela atualização dos valores do Programa Santas Casas Sustentáveis e para que a iniciativa contemple novos hospitais, principalmente os de menor porte, que sofrem ainda mais com a falta de recursos. Para isso, pedem o acréscimo de 0,6% ao orçamento destinado à Saúde em 2020, para encaminhamento exclusivo à ação.

No Estado de São Paulo, das 612 instituições que prestam serviço ao SUS (Sistema ??nico de Saúde), 362 são filantrópicas, segundo o DataSUS. Ou seja, quase 60% do atendimento público depende dessas entidades, sendo que há municípios onde a assistência hospitalar é realizada exclusivamente por essas unidades. Apesar da magnitude do serviço prestado, a tabela SUS não é reajustada há mais de 15 anos, colocando em risco a continuidade do trabalho das entidades.

Durante o evento, cases de hospitais inclusos no programa estarão expostos em banners, mostrando o antes e depois da integração à iniciativa. Ao final, três serão escolhidos e premiados com troféu, em reconhecimento ao resultado conquistado. As experiências apresentadas serão nas categorias Sustentabilidade, Qualificação da Gestão e Qualificação da Assistência e Segurança do Paciente.

???Nós, gestores das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo, temos a obrigação de tornar público os bons resultados dessa iniciativa governamental, bem sucedida em meio a tantas más notícias nessa área e, através desse êxito, mostrar o quão importante o programa é para o setor e a necessidade de que ele atinja mais unidades???, fala o diretor-presidente da Fehosp, Edson Rogatti.

Santas Casas SUStentáveis

Instituído em 2014, o programa paulista Santas Casas Sustentáveis classifica as instituições filantrópicas em três perfis: hospitais estruturantes, estratégicos e de apoio, para receberem respectivamente 70%, 40% e 10% a mais do que já recebem do SUS. Para permanecer credenciada e receber o aditivo, a unidade participante deve cumprir metas de atendimento.

A Fehosp tem pleiteado a inclusão da categoria ???Essenciais???, que são os hospitais de menor porte e em que, muitas vezes, cogita-se o encerramento das atividades, em razão das dificuldades financeiras, mas que são a única opção de assistência à população local.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE