Santa Bárbara lança plano de vacinação contra Covid-19

Os profissionais de Saúde serão os primeiros a receber as doses da vacina contra a Covid-19 em Santa Bárbara d’Oeste. A Prefeitura divulgou nesta segunda-feira (18) o Plano de Vacinação do Município, que segue as diretrizes do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde. A vacinação em Santa Bárbara d’Oeste terá início assim que as doses forem recebidas.

O Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde enviarão as doses da vacina para Santa Bárbara d’Oeste em lotes com quantidades reduzidas. Conforme diretrizes destes dois órgãos, a prioridade da vacinação é dos profissionais de Saúde – sobretudo os que atuam em locais onde há o atendimento de casos da Covid-19 (Hospital Santa Bárbara, Hospital de Campanha e demais estruturas da rede municipal de Saúde).

Após os profissionais de Saúde, a população idosa receberá as doses da vacina – em esquemas de vacinação que serão divulgados pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde.

Mediante envio e disponibilidade de doses da vacina, os profissionais que atuam na rede municipal de Saúde serão vacinados em seus locais de trabalho. Já os profissionais de Saúde da rede particular e os demais públicos da campanha serão vacinados em seis UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de segunda a sexta-feira nos seguintes horários:

Das 7h30 às 16h30

– UBS do Mollon
Rua do Cobre, 850, Mollon

– UBS do Laudissi e Romano
Rua Profeta Jeremias, 140 – Jardim Laudissi

– UBS Regional Zona Sul
Rua José Calixto, 100, Santa Rita

– UBS da Vila Grego e Residencial Furlan
Rua Arthur Amaral, 30, Vila Grego

Das 7h30 às 19 horas

– UBS da Cidade Nova
Rua do Algodão, 1.441, Cidade Nova

– UBS do Jardim Europa
Rua Portugal, 522, Jardim Europa

A vacinação dos idosos que estejam em Instituições de Longa Permanência, como asilos e casas de repouso, será realizada diretamente nos locais pelos profissionais da Vigilância Epidemiológica – mediante envio e disponibilidade de doses de vacina.

Sobre a Campanha de Vacinação

Nesta segunda-feira (18) entrou em operação o plano logístico de distribuição de doses, seringas e agulhas para os Municípios do Estado de São Paulo. Primeiramente a imunização ocorre em trabalhadores de saúde de seis hospitais de referência do estado: HCs da Capital, de Ribeirão Preto, de Campinas, de Botucatu, de Marília e Hospital de Base de São José do Rio Preto. As unidades foram selecionadas para a fase inicial porque são hospitais-escola regionais, com maior fluxo de pacientes em suas áreas de atuação.

Na sequência, grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às Prefeituras, com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia.

A divisão das grades considerou o quantitativo proporcional de vacinas esperado para São Paulo conforme o PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe.

A campanha de imunização contra a Covid-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade de doses da vacina. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19 serão divulgadas.

Com informações do Governo do Estado de São Paulo

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE