Santa Bárbara intensifica fiscalização em agências bancárias

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste segue intensificando as ações de fiscalização e orientação no enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19). Seguindo as medidas restritivas previstas na fase de transição do Plano São Paulo, fiscais da Vigilância Sanitária realizaram durante toda a semana inspeções em agências bancárias do Município.

O objetivo foi verificar o cumprimento dos protocolos sanitários estabelecidos no Plano São Paulo e nos Decretos Municipais vigentes, além de orientar e esclarecer dúvidas junto aos responsáveis pelos bancos e clientes, visando diminuir o risco de transmissão da Covid-19.

De acordo com avaliação do setor, os estabelecimentos estão seguindo os protocolos vigentes, não permitindo aglomeração nos interiores das agências. Em alguns bancos, foi constatada grande fila de espera do lado externo, entretanto na maior parte do tempo as pessoas estavam usando máscara e mantinham distanciamento mínimo de 1 metro entre elas. Algumas agências têm mantido funcionários na entrada, para aferição de temperatura e higienização com álcool em gel, organizando a entrada dos clientes e evitando aglomeração no interior do banco.

Em alguns casos, as equipes retornam aos locais para verificar alguns apontamentos realizados. Caso haja necessidade, os fiscais podem lavrar autos de infração pelo não cumprimento das normas sanitárias vigentes.

Durante as ações foram reforçadas as seguintes orientações quanto às medidas de prevenção durante a pandemia de COVID-19:

– Organizar a entrada de pessoas no local para que não haja aglomeração. A distância deve ser maior que 1 metro entre as pessoas.

– Resguardar grupos vulneráveis como gestantes, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores com condições de risco (hipertensão, diabetes, imunodeprimidos, doenças pulmonares, entre outras). Sugere-se adotar horários específicos para esse grupo.

– Distanciamento de 1,5 metro nas filas do caixa eletrônico. Sugere-se fixar uma fita amarela ou vermelha no chão, delimitando o espaço.

– Manter disponíveis nos caixas, álcool em gel ou líquido 70% para que os clientes e funcionários possam higienizar as mãos.

– Os caixas eletrônicos devem ser higienizados com álcool 70% ou solução de água sanitária (2 ou 2,5%) ou desinfectante para uso geral a cada uso, por funcionários da limpeza.

– Limpar e desinfetar superfícies tocadas diariamente: mesas, maçanetas, interruptores de luz, bancadas, telefones, teclados, banheiros, torneiras, pias, entre outras.

– Manter os lavatórios de mãos dos sanitários para clientes e dos funcionários com sabonete líquido neutro, papel toalha ou sistema de secagem automático e álcool gel 70%.

– Todos os produtos de higiene e de limpeza devem ser aprovados pelo Ministério da Saúde/Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

– Todos os ambientes devem estar bem ventilados.

– Permitir somente a entrada de pessoas com a utilização de máscara de proteção e afixar na entrada do estabelecimento aviso padrão sobre obrigatoriedade do uso da máscara, disponível no site: www.cvs.saude.sp.gov.br

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE