Samu tem 11% de trotes

De forma inadequada e criminosa, a base descentralizada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) Sumaré ainda é afetada por solicitações de emergência falsas, os conhecidos ???trotes???- que afetam diretamente os pedidos verídico.
Felizmente, o número de trotes convertido em atendimentos desnecessários é mínimo, graças aos procedimentos preconizados por portarias do Ministério da Saúde que visam estabelecer as prioridades de atendimento. Para se ter uma ideia, a unidade Samu local realiza, em média, 45atendimento por dia. No mês, são 900 atendimentos de SBV (Suporte Básico de Vida) e cerca de 120 atendimentos da unidade de SAV (Suporte Avançado de Vida). Somados aos serviços de transferências, o SAMU presta cerca de 1.350 atendimentos mensais. 
A Central de Regulação atende a cerca de 120 trotes por mês, ou seja, 11,2% das ligações recebidas, e menos de 1% delas são convertidas em ???saídas??? para atendimentos desnecessários.A coordenadora da base do SAMU Sumaré, Adriana Pacheco, destaca que o trote é crime previsto no artigo 266 do Código Penal Brasileiro e pode render de um a três anos de detenção e multa. Segundo ela, o perfil de quem faz esse tipo de ligação é diverso, mas os trotes são mais frequentes nos intervalos das escolas. ???As piadas ou brincadeiras são as mais comuns. Quando há comunicação de uma situação de urgência inventada, a triagem feita normalmente identifica a falta de relevância da ligação???, contou a profissional.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE