Samartin comemora PIB de Nova Odessa

Estudo divulgado esta semana pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que o PIB (Produto Interno Bruto) Per Capita de Nova Odessa, ou seja, o resultado da divisão do PIB pelo número de habitantes no município em 2010 chegou a R$ 38.200,32, equivalente ao dobro da média nacional que é de R$ 19.766,33. A partir dos dados, Nova Odessa registrou o primeiro maior aumento no PIB Per Capita dentre as cidades do Polo Têxtil e o quinto maior dentre todas as 19 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas). No Polo, Nova Odessa ficou à frente de Sumaré (R$ 32.505,56), Hortolândia (R$ 32.391,23), Americana (R$ 31.606,01) e Santa Bárbara d???Oeste (R$ 21.030,25).

O estudo revela ainda que o PIB (toda a riqueza adicional produzida por um ente federativo em determinado período de tempo, o valor agregado por ele à Economia) da cidade em 2010, já em valores corrigidos pela inflação, foi de R$ 1.958.851. Para o prefeito Manoel Samartin a posição geográfica privilegiada e a existência de áreas para que novas empresas se instalem no município contribuíram bastante para esse aumento. ???O PIB Per Capta do município tem crescido bastante desde 2005. São bons crescimentos, mas esse de 2010 relata o resultado da vinda de mais empresas para a cidade. A indústria, comércio e logística são áreas que se expandiram consideravelmente???, pontuou. Samartin contou, ainda, que a tendência é que o valor aumente nos próximos anos, quando já serão levadas em conta as empresas instaladas recentemente na cidade e que passam a agregar aos números correspondentes ao município. ???Os projetos industriais privados acabam tendo um período de 2 a 3 anos para amadurecer de fato. Novas empresas levam um período para contratar, produzir e mostrar todos os seus reflexos para a Economia da cidade em que ela se instalou???, explicou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE