Saída para Recuperar o Reservatório Salto Grande

A Associação Barco Escola da Natureza, representada pelo seu presidente, João Carlos Pinto, participou na ultima quarta-feira (9), da Reunião no Ministério Público, onde foi debatida uma série de ações que devem ser tomadas com o objetivo de solucionar os problemas do Reservatório Salto Grande. Estiveram presentes os promotores do Gaema (Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente), Exmo. Dr. Ivan Carneiro Castanheiro e Dr. Rodrigo Sanches. Entre os encaminhamentos estão reuniões com prefeitos da região, recuperação da mata ciliar e até a interdição da represa para pesca, banho ou navegação.
Ressaltamos que a Promotoria Pública vem desenvolvendo desde o inicio da década passada um forte trabalho, para que a despoluição do Reservatório seja sanada formando vários TAC???s (Termo de Ajuste de Conduta), a Associação Barco Escola em parceria com as universidades e empresas privadas tem contribuído com estudos técnicos para a melhoria continua do Reservatório, porém o trabalho do poder público ???Prefeituras??? deixam muito a desejar. Acreditamos que a melhor alternativa para despoluição deve ser feito através do trabalho do Poder Público e de conscientização e educação ambiental. Durante quinze (15), anos a Associação Barco Escola junto com voluntários e empresas do setor privado, vem desenvolvendo programas visando atender e conscientizar o maior número de pessoas principalmente as crianças quanto à importância de preservar o meio ambiente.Na década de 80 e 90 os peixes que aqui viviam continham grande quantidade de contaminação, o que já impossibilitava o seu consumo pois já sentíamos um forte mau cheiro na hora do seu preparo, isso era devido à poluição que se encontrava assim lembra o morador, José Jesuíno de Campos, proprietário naquela época da lanchonete ???O Pescador???.Lixos entre (pneus, garrafas, embalagens e até carcaças de carros), desciam rio abaixo, após a fundação da Associação, que vem desenvolvendo diversos programas de conscientização, educação ambiental e realização de fiscalização no reservatório, a quantidade de resíduos ???lixos??? descartados pela população de forma incorreta diminuíram consideravelmente, a contaminação do manancial por metais pesados causados por indústrias (que atualmente já melhoram muito), despejo de esgoto in natura pelos municípios aumentando a proliferação em excesso de cianobactérias e macrófitas, tanto nossa Instituição quanto as mídias têm arquivos.Por isso é de extrema importância o trabalho realizado por instituições que praticam a educação ambiental, conscientizando crianças, jovens e adultos quanto à importância de preservar o meio em que vivemos. Para reforçar ainda mais essa ideia no próximo dia 19 acontece o ???Clean Up The World???, evento em comemoração ao ???Dia Mundial de Limpeza??? ??? que em Americana (SP), acontecera no domingo dia 20 pelo sexto ano consecutivo.O evento mundial conta com a participação de 125 países e mobiliza cerca de 35 milhões de voluntários. A ação integra o Projeto Limpeza na Praia, organizado no Brasil pelo Instituto Ecológico Aqualung (IEA), tendo como objetivo promover a educação ambiental e a despoluição em locais como: praias, rios, lagos e lagoas. Em Americana, o evento é realizado em parceria da Associação Barco Escola da Natureza e a Leão Alimentos e Bebidas (empresa ligada à Coca-Cola Brasil). 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE