Rompendo as amarras!

Os loucos às vezes se curam, os imbecis nunca.
Oscar Wilde
Várias Centrais Sindicais mais uma vez convocaram uma ???Greve Geral???. Aliadas ou não do governo, no final de abril fizeram protesto no Brasil todo. Como alvo principal, as Reformas Trabalhistas, outros setores também se uniram a eles. Trabalhadores, Estudantes, Sindicatos, Partidos políticos, MST, Movimento por moradias, Associações de classes, Igreja, etc. Protestos em praças e vias públicas, passeatas, missas e oratórias eloquentes eclodiram em todo País! Palavras de ordem contra o governo golpista e seu projeto de destruir conquistas históricas dos trabalhadores ressoavam nos discursos das principais lideranças dos movimentos populares. Muitos atos foram pacíficos e outros decorreram em conflitos inevitáveis dados a conjuntura de liquidação de direitos sócio/trabalhistas. Solidário sim aos milhões de trabalhadores, contudo, não participei de nenhum desses atos nesse ano de incertezas e de interesses não manifestos, haja vista que muitas das iniciativas prejudiciais aos trabalhadores se devem a omissão e acordos das muitas lideranças que clamam pela participação da classe operária e do povo explorado na luta contra o capital e os capitalistas. Temos um presidente da república ilegítimo sob a égide da governabilidade, Temer não nos representa. Um congresso aliado á corrupção permanente e em constante conluio com forças retrógradas e que, logram interesses puramente particulares ou de grupos econômicos, pautado na imunidade ou nas lacunas deixadas nas leis espúrias pelo poder judiciário burguês. Dias depois, tudo se aquietou e o 1ºde maio antes sonoro e reivindicativo, explodindo em confrontos e de inomináveis atributos da esquerda pragmática, silenciou-se em comícios festivos com direito a sorteios de carros e demais bajulações do sindicalismo pelego.                                              Tudo Como Dantes no Quartel de Abrantes… Algo obscuro acontece nos bastidores onde operários e os milhões de oprimidos não podem sentar-se no banquete das lideranças que possui mil caras ou múltiplas identidades, pois, se convertem ao acaso de quem dá mais! Em Americana, figuras que desejam retornar a vida pública ressurgem nesses atos com vistas na próxima eleição, sendo que na época em que desfrutavam de mandatos e ou cargos públicos de relevância no estado ou no Município, sempre se fizeram ausentes na luta de classes, adormecida por falta de lideranças e de condições materiais e de dialéticas capaz de impulsionar vontades e conhecimentos que os levassem a emancipação!
*???Melhor do que ser presidente de sindicato, é ser presidente da República.??? *”Todo pelego é arisco como um lobo e traiçoeiro como uma cobra.”…  -Poeta Gilson Silva.

PAULO CESAR CASSIN

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE