Romero sofre ‘golpe’ por projeto ‘deselegante’

O vereador Moacir Romero (PT) criou um projeto, que entrou em regime de urgência durante a sessão desta quinta-feira (28), que revoga a lei que cria a Medalha de Mérito “Pastor Antonio Munhoz” em Americana.   Após conversar com os vereadores, o petista acreditava que teria os votos necessários para aprovar a proposta e, expondo seus argumentos na tribuna a favor da revogação, afirmou que além do estado ser laico, a Câmara já possui muitos prêmios de honrarias, inclusive na área religiosa. 
Por outro lado, a maioria dos vereadores defenderam que revogar a medalha seria injusto com quem já ganhou e propuseram, então, diminuir o número de indicados por vereador e por medalha, ao invés da revogação. A proposta foi rejeitada, recebendo votos favoráveis apenas do autor, Celso Zoppi (PT) e Dr. Otto (PMDB). Paulo Chocolate (PR), autor do projeto de lei que cria a Medalha, não se pronunciou durante a discussão dos colegas.

SEM PALAVRA – Após a votação, Moacir atacou os colegas afirmando que não tinham palavra, pois haviam dito antes da sessão que votariam a favor da revogação, mas não foi o que aconteceu. 
MEDALHA MUNHOZ – Desde sua criação, em 2013, a medalha foi entregue a 8 pessoas. Sendo 4 indicadas por Chocolate e 4 indicadas pelo vereador Luiz da Rodaben (PP).  

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE