RMC utilizará leitos do Hospital de Campanha do Ibirapuera

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste e presidente da RMC, Denis Andia, solicitou e foi atendido pelo Governo do Estado de São Paulo para que a estrutura do Hospital de Campanha do Ibirapuera, na capital paulista, seja disponibilizada a pacientes com Coronavírus (Covid-19) que residam nas 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas.

O anúncio da liberação do hospital para Santa Bárbara d’Oeste e toda a RMC foi feito pelo Governo de São Paulo, nesta quarta-feira (8).

O Hospital de Campanha do Ibirapuera dispõe de 240 leitos de enfermaria e 28 de UTI. A unidade receberá pacientes encaminhados pela Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde). Atualmente, o Hospital tem 55% de ocupação e auxiliará no desafogamento da capacidade hospitalar das cidades da região, que ultrapassa os 80%.

“Desde sexta-feira, quando foi anunciado que a região de Campinas regressaria à fase vermelha, iniciamos um trabalho voltado a suprir a demanda por leitos em toda a região. Alguns municípios já ampliaram seus leitos de UTI nos últimos 60 dias, como por exemplo Santa Bárbara d’Oeste, que também já utiliza seu próprio Hospital de Campanha como retaguarda. Porém, para os demais, a regulação de vagas do Estado é a única possibilidade. Com essa alternativa imediata dos leitos da capital, ajudamos a baixar o percentual de ocupação dos leitos na região. É importante frisar que o momento para toda a região é de extrema atenção e que devemos mais do que nunca usar máscara sempre e não sair de casa sem necessidade”, comentou o presidente da RMC, Denis Andia.

Já a partir desta quarta-feira (8) o Hospital de Campanha do Ibirapuera está à disposição para o atendimento de pacientes com Coronavírus (Covid-19) que residam na região.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE