RMC vê número de mortes no trânsito cair 19% em 5 anos

A região de Campinas tem redução de 19% nas mortes no trânsito, desde 2015, ano em que se iniciou a série histórica do Infosiga, sistema gerenciado pelo programa Respeito à Vida e Detran.SP. Já no Estado de São Paulo a queda nas fatalidades foi de 32%, mesmo com o crescimento de 50% de sua frota de veículos. O resultado é de 2.372 vidas salvas desde 2010.

 

Reduzir este tipo de ocorrência por meio de ações baseadas em evidências científicas é meta da Organização das Nações Unidas, na chamada Década da ONU. A entidade realiza entre os dias 6 e 12 de maio a 6ª Semana Mundial sobre Segurança no Trânsito. Foi justamente em maio que a ONU decretou a Década de Ação para salvar vidas no trânsito. Com isso, o balanço das ações sempre é realizado neste mês em todo o mundo.

 

De acordo com o Infosiga SP, que publica mensalmente estatísticas sobre acidentes com vítimas de trânsito nos 645 municípios do Estado, 94% dos acidentes fatais envolvem falha humana. “Os dados de São Paulo, por meio do Infosiga, possibilitam ações mais assertivas na promoção de políticas públicas de redução de acidentes. Uma postura cidadã e preventiva é fundamental para um trânsito mais humano e seguro. A mudança de comportamento é um elemento chave”, afirma o diretor-presidente do Detran.SP, Ernesto Mascellani Neto.

A base de dados do Infosiga é a primeira a ser entregue 100% ao Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) para integrar o Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito, o RENAEST. Desde o final do ano passado, todos os órgãos responsáveis pelo trânsito a nível federal, estadual e municipal devem enviar, mensalmente, informações ao RENAEST para compor uma base compilada.

O objetivo deste levantamento com metodologia padronizada é o desenvolvimento de políticas públicas de segurança viária, a partir das informações coletadas em todos os estados brasileiros.

Com uma estatística padronizada no Brasil, será possível estabelecer uma sistemática para comunicação, registro, controle, consulta e acompanhamento de tais informações, que subsidiem o desenvolvimento de estudos, pesquisas e ações para melhorar a segurança viária no país, com medidas de educação, engenharia e fiscalização de trânsito.

O RENAEST é integrado aos sistemas Registro Nacional de Veículo Automotores (RENAVAM), Registro Nacional de Condutores Habilitados (RENACH) e Registro Nacional de Infrações (RENAINF), e complementado por informações dos diversos órgãos participantes.

Sobre o programa Respeito à Vida

Programa do Governo do Estado de São Paulo, o Respeito à Vida atua como articulador de ações com foco na redução de acidentes de trânsito. Gerido pela Secretaria de Governo por meio do Detran.SP, envolve ainda as secretarias de Comunicação, Educação, Segurança Pública, Saúde, Logística e Transportes, Transportes Metropolitanos, Desenvolvimento Regional, Desenvolvimento Econômico e Direitos da Pessoa com Deficiência.

O Respeito à Vida também é responsável pela gestão do Infosiga SP, sistema pioneiro no Brasil, que publica mensalmente estatísticas sobre acidentes com vítimas de trânsito nos 645 municípios do Estado. O programa mobiliza a sociedade civil por meio de parcerias com empresas e associações do setor privado, além de entidades do terceiro setor. Em outra frente, promove convênios com municípios para a realização de intervenções de engenharia e ações de educação e fiscalização.

O programa tem cinco anos de existência e promove parcerias com mais de 300 municípios. Os convênios geraram mais de 10 mil projetos para melhorias viárias, além de iniciativas de educação e fiscalização, sendo 5 mil concluídas. Foram investidos mais de R$ 190 milhões de recursos públicos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE