Rezende reclama da cozinha do HM

Depois de fiscalizações e questionamentos do vereador Welington Rezende (PRP), a Fusame (Fundação de Saúde de Americana), gestora do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, informou, em resposta a requerimento do parlamentar, que comprou, por R$ 490, exaustores para minimizar o forte calor dos funcionários da cozinha do hospital, responsáveis pela produção de cerca de 500 refeições diárias para pacientes e servidores.
Em setembro, Rezende vistoriou a cozinha ao receber reclamações de servidores relatando condições de trabalho adversas devido à falta de manutenção de dois exaustores, quebrados há cerca de três meses.
“Conforme informações obtidas junto ao Setor competente (Suprimentos), valor pago pelos equipamentos consiste no importe de 490 reais, cujo montante já encontra-se devidamente quitado”, informou a Fusame.
Para Rezende, é dever da municipalidade zelar pelas melhores condições de trabalho dos funcionários e pelo melhor atendimento aos pacientes.” A cozinha não poderia continuar como estava. Era um calor insuportável que prejudicava a saúde dos servidores”, descreveu o vereador.
Outro problema constatado à época e já resolvido foi a falta de um descascador industrial de legumes na cozinha, que gerava gastos com horas extras. “Os funcionários faziam horas extras para descascar batatas nas mãos e nesta segunda-feira (13) obtivemos a informação da coordenação da cozinha de que o descascador de legumes também foi comprado, o que representará economia com horas extras e qualidade mínima de trabalho aos servidores”, disse.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE