Retorno de restaurantes pode gerar disputa com entretenimento

Com a retomada das atividades e da presença do público após quase dois anos de pandemia de Covid-19, um novo desafio se apresenta para profissionais do ramo de entretenimento: como reconquistar o lugar de trabalho?

Dos incalculáveis prejuízos que a pandemia causou para a economia brasileira, um dos mais significativos foi o fechamento de estabelecimentos comerciais, incluindo bares e restaurantes — locais onde esses profissionais costumam se apresentar. Com a pouca oferta de lugares e com alta demanda de pessoal, a projeção de quem atua no ramo é de que vai sobrar mão de obra e faltar oportunidade de trabalho.

“Infelizmente, acho que a disputa tende a ficar mais acirrada neste primeiro momento de retomada. Ao passo que muitas coisas voltam a funcionar, as empresas ainda precisam lidar com os prejuízos que sofreram depois de tanto tempo paradas, então, a prioridade não vai ser oferecer trabalho, e sim, quitar dívidas”, projeta o DJ e produtor musical Augusto Mystical.

Com vasta experiência no setor musical, Mystical aposta que os mais qualificados vão se destacar no mercado.

“Além da falta dos fechamentos de bares e restaurantes, outro agravante que pode aumentar a ‘disputa’ é a qualificação musical. Com a pandemia e mais tempo livre, as pessoas tiveram a oportunidade de conhecer coisas novas e, assim, ficaram mais exigentes”, avalia. “Deste modo, quem tiver mais qualidade a oferecer, certamente será mais contratado em comparação com aqueles que não se preocuparam com a qualidade”, completa.

 

Sobre o DJ Mystical

Augusto Mystical é DJ e produtor musical. Atua no mercado fonográfico desde 1999 e em 2004 conquistou o prêmio DJ Sound Awards como Destaque Nacional. Suas produções já alcançaram 35 países e mais de 250 milhões de plays no YouTube.

Em dezembro de 2021 irá lançar o álbum “Quarentine”, pela Universal Music, através do selo DJ Sound Music em todas as plataformas digitais como o Spotify. Toda a renda advinda de direitos autorais será doada para a caridade.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE