Restaurantes com nova tecnologia têm menos perda de alimentos

Os decretos municipais e estaduais instituídos por conta da pandemia ainda não permitem que os restaurantes funcionem como antes, isto é, com 100% da capacidade de público, em todos os dias da semana e em horários regulares. O “abre e fecha” dos estabelecimentos fez com que as gestões tomassem medidas para preservar a qualidade dos alimentos, diminuir os desperdícios e utilizá-los em outros meios de consumo.

É o caso da rede Taco Bell, que tornou o delivery o principal canal de vendas nacional atingindo a marca de 400% de aumento no pico da pandemia, no último ano. “No Brasil, trabalhamos com os principais parceiros de entregas do país e também lançamos nosso app próprio. As lojas seguiram operando com take away de acordo com as orientações das autoridades de cada cidade. O drive-thru também foi uma alternativa em alguns shopping centers que oferecem esta opção”, revela o general manager da Taco Bell Brasil, Cesar Antonelli.

Mesmo com a retomada gradual, o delivery continua representando cerca de 80% das vendas da marca e para se adaptar e atender a essa demanda que veio para ficar, os processos de qualidade e segurança alimentar tanto no país quanto no mundo, seguem rigorosos padrões de qualidade e segurança, garantindo a excelência dos insumos desde o estoque até chegarem na mesa dos clientes. “Nossos fornecedores passam por um processo rigoroso com auditorias, testes de seus produtos e seleção comercial antes de serem escolhidos. Trabalhamos com parceiros que nos tragam inovações, diferenciais competitivos como o armazenamento de proteínas “shelf stable” (estável na prateleira) e que estejam alinhados aos planos estratégicos para o crescimento e desenvolvimento de nossa marca no Brasil. O mundo atual exige isso”, argumenta Antonelli.

 

Cadeia do food service e importância dos fornecedores

food service representa 40% das vendas da Vapza – empresa que produz alimentos embalados a vácuo e cozidos a vapor -, sendo que todos os projetos são tailor made, ou seja, de acordo com a necessidade do cliente. As linhas oferecidas aos restaurantes são: Vegetais, que inclui seleta de legumes e beterraba em cubos, por exemplo; Grãos, que conta com ingredientes como quinoa vermelha e feijão preto; Carnes, que contém carne bovina e suína em diferentes formatos, além de frango; Orgânicos, que inclui, por exemplo, soja e 7 grãos; e Recheios, que unem determinado molho a uma proteína animal.

Enrico Milani, CEO da Vapza, comenta que a segurança alimentar desde a matéria-prima dos produtos ao cozimento, embalagem e envio são essenciais na cadeia do food service. “Os nossos produtos não têm adição de conservantes em todo o processo, e isso significa que entregamos insumos mais naturais e saudáveis aos clientes. A maneira como fazemos o processamento de esterilização e o fato de utilizarmos uma embalagem específica para esse processamento permite disponibilizarmos produtos sem aditivos. Para manter a qualidade da embalagem e do alimento, orientamos o máximo de cuidado em todas as partes do processo para que chegue perfeito aos restaurantes. Toda essa cadeia é essencial para entregarmos produtos personalizados, com qualidade e segurança, além de potencializarmos nossa marca no setor”, salienta Milani.

Ele também ressalta a importância do armazenamento adequado para cada tipo de produto, garantindo a correta conservação. “Cada ingrediente que comercializamos no food service tem seu tempo correto de utilização. Enquanto a embalagem estiver fechada, não é necessário refrigeração ou congelamento, porém, após aberto, deve ser refrigerado e consumido em até dois dias ou pode ser congelado por 30 dias. Durante a pandemia e para a continuidade das vendas é uma das nossas grandes forças porque os produtos são enviados prontos, em embalagens de 1 e 3 kg para os restaurantes, têm um longo tempo de validade, entre nove e 24 meses, facilitam o estoque e reduzem a perda, oferecendo também economia aos estabelecimentos”, finaliza o CEO.

Uma projeção da Food Consulting somado aos levantamentos da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), defendem que o setor de food service deve ter uma alta de 22% a 25% em 2021.

Sobre a Vapza

A Vapza Alimentos é pioneira e referência em alimentos cozidos a vapor e embalados a vácuo; proporcionando alimentação saudável, prática e segura. Fundada em 1994 com origem nos Campos Gerais do Paraná, possui tecnologia exclusiva de ponta no Brasil e oferece em seu portfólio: grãos, tubérculos, vegetais e carnes. Com distribuição nacional e com exportação para mais de 11 países, a empresa conta com certificações de qualidade e segurança alimentar nacionais e internacionais como a BRCGS, além de ter os selos Halal, Kosher, Vegan e Orgânico, atendendo todos os públicos que buscam comida de verdade. Para saber mais, acesse: www.vapza.com.br

Sobre a Taco Bell

Fundada por Glen Bell em 1962, a Taco Bell está no mercado há 59 anos e é a maior rede californiana de restaurantes inspirada em comida mexicana do mundo. Seus principais produtos são tacos, burritos, nachos, quesadillas e uma série de outros produtos únicos. O Taco Bell conta no país com mais de 35 unidades nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Saiba mais sobre a Taco Bell: www.tacobellbrasil.com.br

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE