Reprovação de Dilma vai a 62% (recorde)

A taxa de reprovação do governo Dilma Rousseff (PT) chegou a 62% após em seu terceiro mês no segundo mandato, segundo apontou a pesquisa Datafolha. Com esse número, Dilma atingiu a pior marca de um presidente desde 1992, quando Fernando Collor de Mello alcançou 68% de reprovação na véspera de seu impeachment. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.
Com a piora na economia, a reprovação da petista subiu 18 pontos desde fevereiro e, pela primeira vez, atingiu a maioria da população. A pesquisa foi feita com 2.842 eleitores logo após as manifestações de domingo.
Entre os que apontaram o mandato como ótimo ou bom, a taxa chegou a 13%, a menor aprovação de Dilma como presidente. O momento é comparável com os piores momentos de Itamar Franco (que atingiu 12%) e Fernando Henrique Cardoso (13%), além do próprio Collor (9%).
No governo Lula, a menor taxa de aprovação foi de 28%, em dezembro de 2005, logo após a cassação do mandato parlamentar de José Dirceu (PT-SP). (Terra)

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE