Representantes de banco venezuelano visitam obras em Hortolândia

Na última quinta feira, representantes do banco venezuelano CAF (Cooperação Andina de Fomento) vistoriaram as obras da Ponte Estaiada. O banco emprestou R$ 22,1 milhões para a execução da obra, o governo federal é o avalista da prefeitura de Hortolândia na transação.
A obra é orçada em 69,7 milhões e visa desafogar o trânsito da cidade além de melhorar o escoamento da produção das empresas instaladas no município.
De acordo com a prefeitura, a construção da Ponte está prevista no Plano Diretor de Sistema Viário e representa uma dentre outras obras de mobilidade urbana que serão construídas para facilitar o trânsito de pessoas e veículos pelos próximos vinte anos.  A prefeitura de Hortolândia estima que investirá 46 milhões, em 2014, em obras de mobilidade urbana, por meio do pacote ???Pró-Transporte???, que prevê abertura de novas vias, pontes ciclovias e recapeamento de ruas.
Os representantes do banco CAF visitaram na sexta feira, ao lado do prefeito Antônio Meira e do secretário de Obras Ronaldo Alves dos Reis, as obras em andamento pela cidade.
 IntegraçãoA prefeitura de Hortolândia informou a Ponte Estaiada vai integrar o traçado do Corredor Metropolitano Noroeste, obra de responsabilidade do governo estadual. O plano de continuidade do Corredor compreende a ligação da Avenida Olívio Franceschini à Ponte Estaiada, por meio de um túnel sob a avenida da Emancipação. Da Ponte Estaiada, o traçado segue pela rua Antônio Costa dos Santos, no Jardim Nova América, até o entroncamento com a Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), na altura do Jardim Nossa Senhora de Fátima. Todo o projeto do Corredor Metropolitano Noroeste proporcionará a ligação entre Americana, Santa Barbára d???Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Campinas, facilitando o acesso entre as cidades e diminuindo o tempo de percurso.
 O projeto básico deste traçado foi elaborado pela Prefeitura, que encaminhou a documentação para análise da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano), responsável por licitar a obra. O Estado informou que já realizou a pré-qualificação para escolha da empresa responsável pela continuidade do Corredor Metropolitano. O próximo passo é homologar a empresa vencedora. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE