Reiniciado julgamento dos policiais do Carandiru

Iniciado no dia 8 de abril, o julgamento do massacre do Carandiru foi adiado quando uma das juradas passou mal e teve de ser atendida, impossibilitando a continuação dos trabalhos. Reiniciado hoje (15), o Tribunal do Júri vai julgar 26 policiais militares acusados de assassinato durante o massacre que aconteceu há mais de 20 anos atrás.

O processo demorou tanto para ir a julgamento devido a um conflito de competências – as Justiças Comum e Militar não se entendiam sobre quem deveria julgar os acusados. Além disso, advogados de policiais entraram na Justiça com uma série de recursos que atrasaram ainda mais o processo. O magistrado da Justiça Comum escolhido para atuar no caso, José Augusto Nardy Marzagão, só começou a analisá-lo em julho de 2012.

Serão julgados 26 policiais militares de um grupo de 28 (dois acusados já morreram). Eles respondem por 15 assassinatos ocorridos no segundo pavimento do pavilhão nove. Desse grupo, cerca de um terço permanece trabalhando na polícia. A maioria já está aposentada. Outros 57 policiais acusados devem ser julgados em outros três blocos ao longo de 2013.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE