Rede quase fora. Marina diz não haver plano B

Mesmo com inúmeras dificuldades para
viabilizar a Rede Sustentabilidade, sua nova sigla partidária, a
ex-senadora Marina Silva não pretende iniciar discussão sobre um plano B para a sucessão presidencial de 2014, caso ela não
consiga o registro para disputar a eleição.

A criação do novo partido
precisa de 492 mil assinaturas, mas o partido não conseguirá chegar a esse número de assinaturas válidas ao TSE. O partido vai pedir que de 70 mil a 90 mil assinaturas seja, aceitas, algo inédito no país.

O partido emitiu nota refutando o plano B:
Sobre a nota ???Marina Silva pode ter Magno Malta como vice na disputa pela presidência??? veiculada pela imprensa nesta tarde, a Rede Sustentabilidade reitera que não discute nenhum plano alternativo em relação a candidaturas nem existe a possibilidade de a ex-senadora Marina Silva filiar-se ao PEN (Partido Ecológico Nacional), caso a #rede não seja oficializada até o dia 5 de outubro.

A Rede Sustentabilidade esclarece que houve até o momento duas conversas entre dirigentes do PEN com integrantes da #rede e, em ambos os encontros, foi dito claramente aos membros do PEN que não há nenhuma possibilidade de filiação da ex-senadora Marina Silva ao partido.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE