Ras Geraldinho: um ano na cadeia

Preso há um ano e condenado a 14 anos de prisão por tráfico de drogas, o líder da igreja Niubingui Coptic de Sião do Brasil, Ras Geraldinho, recebeu neste ‘aniversário’ de cárcere uma homenagem da igreja e de sua companheira, Marlene Martim.

Há 365 Ras Geraldinho não vê o por do sol, as fases da lua, árvores, flores, pássaros, animais, família, filhos, amigos…
Nesta data completa-se um ano da prisão de um líder religioso que estudava e procurava compreender a “alma humana”.
Caráter íntegro, generoso, alegre, inteligente…
A Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil expressa aqui a gratidão pela honra de compartilhar a vida com um Ser Humano de tão alta estirpe.
E, como ele costuma dizer serenamente: “os juízes que me condenaram, condenados eles também estão.”
Rastafari!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE