Quem tem mais risco de ter varizes?

As varizes acometem quase 70% das pessoas com menos de 70 anos e, além de prejuízos estéticos, podem causar dor, desconforto e inchaço. Ao mesmo tempo, em longo prazo, elas podem, inclusive, gerar feridas em cerca de 20% dos pacientes e, por serem de difícil cicatrização, acabam prejudicando muito a qualidade de vida do doente.
Segundo o cirurgião vascular Dr. Daniel Benitti, que atende em Campinas e em São Paulo, o principal fator causador de varizes é a predisposição genética, ou seja, a doença é passada de geração em geração. ???Filhos de pessoas com varizes têm mais tendência de ter a doença???, afirma.
Em seguida, as mulheres são as mais prejudicadas. O motivo são os hormônios femininos que diminuem a força das paredes das veias, deixando os vasos mais fracos. Por isso, reposição hormonal e métodos anticoncepcionais podem causar o aparecimento das varizes antes da hora e de forma mais grave.
???Mulheres fumantes e que fazem uso da pílula contraceptiva devem ficar ainda mais atentas. O estrogênio, hormônio presente neste medicamento, aumenta a capacidade de formação de coágulos no sangue. E as substâncias tóxicas, presentes no cigarro, são vasodilatadoras. Logo, essa combinação tem alta contribuição para o aparecimento das indesejadas varizes e aumenta o risco de trombose???, alerta o Dr. Daniel Benitti.
As pessoas que permanecem longos períodos em pé ou sentadas e que, além disso, colocam a perna para trás da cadeira possuem uma chance maior de desenvolver varizes. Igualmente, a obesidade e o sedentarismo são fatores de risco para esta condição e devem ser tratados o quanto antes, pois também contribuem para outras doenças cardiovasculares.
Hoje existem diversos medicamentos que auxiliam no tratamento dos sintomas das varizes, no entanto nenhum deles cura as veias, ou seja, as fazem desaparecer.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE