Quem recusar marca de vacina assinará termo em Americana

Secretaria de Saúde de Americana tomou uma atitude para evitar que os munícipes escolham a marca da vacina contra covid-19 no município.

Desde o dia 1° de julho, toda pessoa que agendar a vacinação e, ao chegar ao local, desistir de tomar o imunizante por causa da marca, terá que assinar um termo de responsabilidade diante de uma eventual desistência.

De acordo com o Secretário de Saúde, Danilo Oliveira, a medida é educativa e não haverá punição para o desistente, mas a pessoa assume que teve acesso e preferiu não ser vacinada. O termo pretende evitar a judicialização dos pacientes que não receberem o imunizante e sejam infectados pelo novo coronavírus.

PUNIÇÃO
A prefeitura de São Bernardo do Campo, município da Grande São Paulo, passou a colocar no fim da fila da vacinação contra a covid-19 as pessoas que vão aos postos mas se recusam a tomar o imunizante em razão da fabricante da dose.

De acordo com a administração municipal, a pessoa que desistir de se vacinar em razão da marca do imunizante terá que aguardar o final do processo de imunização de toda a população adulta da cidade para ter acesso novamente à dose de proteção contra a doença.

Para aplicar a medida, a prefeitura está disponibilizando nos postos de vacinação um termo de “recusa e responsabilidade”, que deverá ser assinado pelas pessoas que se negarem a receber a dose da vacina.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE