Quarentena ‘branda’ só em cidades com mais de 50% de isolamento

O isolamento social no estado de São Paulo voltou a alcançar neste domingo (3) 59%, taxa considerada satisfatória pelo governo paulista. Na capital, o isolamento chegou a 58%. O ideal é a taxa acima de 70%, mas o governo considera satisfatórios índices entre 50% e 60%.
Segundo o governador João Doria, as cidades que não atingirem taxas satisfatórias e se mantiverem abaixo de 50% não vão participar do plano de relaxamento das medidas de isolamento, previstas para ter início no próximo dia 11, quando se encerrará o período de quarentena no estado.
???Não havendo índice superior a 50%, cidades estarão automaticamente excluídas de relaxamento???, disse Doria. Durante o período de quarentena, somente os serviços considerados essenciais – como logística, segurança pública, saúde e abastecimento – têm funcionado permitido no estado.
São Sebastião foi a cidade paulista com o mais alto índice de isolamento ontem, chegando a 69%, seguida por Ubatuba, com 67%.
De acordo com Doria, a quarentena adotada em São Paulo tem ajudado a diminuir a propagação do vírus. Se não fosse isso, haveria hoje 10 vezes mais mortes que as ocorridas até o momento, afirmou o governador. ” Se não tivéssemos feito o isolamento, São Paulo teria mais de 26 mil mortes. Ajudamos a salvar vidas de brasileiros em São Paulo???, disse Doria, em entrevista no Palácio dos Bandeirantes.
O governador reafirmou que não cederá a pressões partidárias ou de empresários para encerrar a quarentena no estado. Segundo Doria, a quarentena só será encerrada após a aprovação da ciência e da medicina. ???Em São Paulo só faremos aquilo que a ciência e a medicina determinarem???, afirmou.
AG??NCIA BRASIL

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE