Quais criptomoedas mais se valorizaram em 2021 até agora?

Em um cenário de altos e baixos, inúmeras criptomoedas se destacaram ao longo de 2021, demonstrando que investir nesse segmento é uma promessa de altos ganhos financeiros

Apesar de algumas oscilações no mercado, as transações de criptomoedas estão sempre nas preferências dos investidores. Assim, é possível lucrar muito com esse negócio, principalmente aproveitando os bons cenários que se apresentam ao longo do ano.

Dentro de um amplo mercado, o Bitcoin é a criptomoeda mais tradicional,  com um acumulado de alta de 91% somente em 2021. No entanto, abril e maio não foram meses promissores por conta de declarações bombásticas de Elon Musk e também de restrições impostas na China. Mas houve ativos que ganharam força, como no caso do Ethereum e da Dogecoin.

Maiores valorizações

O destaque de valorização de 2021 até o fim de maio ficou com Ethereum, também conhecido como Ehter. Essa criptomoeda chegou a ser vendida por US$ 3.000, o maior valor da história.

Ela acumula valorização de 11,08% e, somente em 2021, já quadruplicou o valor, com ganhos na ordem de 346%. Assim, o Ehter já é considerado a segunda maior criptomoeda do mundo em valor de mercado e o boom é explicado pela atualização batizada de Berlin, tornando a rede mais barata e rápida, com melhores taxas de transações, com excelente expectativa de valorização. Mas existem outras moedas digitais que também estão no auge, veja quais são a seguir..

Dogecoin

A valorização anual da Dogecoin está na casa de 6.459% e foi criada graças a um meme do Shiba Inu. O que era inicialmente uma brincadeira, acabou caindo nas graças do CEO da Tesla, Elon Musk. Com seus tuítes e declarações favoráveis, a Doge teve um salto considerável e o valor subiu muito, atingindo uma alta de 1.106% nos primeiros meses de 2021.

Além disso, ela é apoiada por várias celebridades, como Gene Simmons e Snoop Dogg, o que ajudou imensamente no aumento do preço.

BitTorrent

A BitTorrent chegou ao ranking das mais rentáveis após obter uma alta de 2.685% ao longo de 2021, principalmente nos três primeiros meses. A valorização da criptomoeda chegou a superar em dezesseis vezes o Bitcoin.

Terra (LUNA)

A criptomoeda Terra também vem tendo bons desempenhos e já atingiu um pico de 2.800% de valorização, sobressaindo-se em relação a várias concorrentes.

A altcoin chegou a registrar uma alta 27 vezes maior do que o Bitcoin e é uma aposta de muitos investidores, mas também teve quedas acentuadas nos últimos meses.

Solana

Ao longo de 2021, a Solana teve uma alta acumulada de 1.749%, mas vem sofrendo algumas quedas em razão da volatilidade do mercado de criptomoedas. No entanto, é uma ótima aposta. Para termos uma ideia, caso tivesse investido R$ 1.000 na Solana há seis meses, hoje teria o equivalente a R$ 13.303.

Cenário promissor

É difícil prever um cenário para as criptomoedas, tendo em vista que existem vários fatores que podem influenciar na valorização ou queda. A Holochain, por exemplo, foi a que mais se valorizou ao longo de março, com variação de 589,25% e o Bitcoin subiu 28,40% naquele mês.

Após março, o Bitcoin sofreu as maiores quedas da história, atingindo o pior desempenho em quase dez anos em maio, quando acumulou uma redução de 36%. Apesar desses altos e baixos, investir em criptomoedas é uma excelente maneira de fazer o seu dinheiro render, com um dos melhores faturamentos existentes no mundo.

Para isso, a dica é sempre se manter bem informado, contando com parceiros especialistas nas compras e vendas dos ativos no momento certo. Afinal, quem analisa os dados e fica de olho nas informações, consegue captar tendências mercadológicas que explicam as valorizações das criptomoedas.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE