Edit

Pular banhos no frio agrava alergias e faz mal para pele

Tomar um banho quentinho é uma delícia, mas nesse inverno está sendo um desafio para muitas pessoas. De acordo com o levantamento recente do site de pesquisas YouGov, no Reino Unido, uma em cada seis pessoas (17%) está tomando banho com menos frequência. Entre os britânicos de 18 e 24 anos, 27% reduziram o hábito de banhos diários.

 

Por aqui não está sendo diferente, pois estamos no inverno e muitos brasileiros estão evitando o chuveiro. De acordo com o médico dermatologista Rafael Soares, tratando-se de um país tropical, ir dormir sem tomar banho leva para os lençóis restos de pele, sebo, poluição, suor, bactérias e vírus adquiridos ao longo do dia.

 

“Esses microorganismos vão se alojar nos lençóis que, geralmente, não são trocados com frequência, e proliferar na cama. Com isso, podem contaminar a pele devido o contato diário com indivíduo”, explica o especialista.

 

Os principais riscos que podem surgir, como elenca Soares, são: infecções de pele, bacterianas (pontos de pus, placas avermelhadas), crostas, infecções fúngicas, além do favorecimento também na infestações de ácaros e parasitas.

 

“A falta de higiene com o corpo pode sim ocasionar esses problemas. Paralelo a isso, têm-se a piora dos quadros alérgicos, como asma, bronquite e rinite que podem ser agravados por conta dos ácaros presentes no lençol. É muito importante ter cuidado”, completa.

 

Então, nada de pular a hora do banho. “Um banho por dia é essencial para todas as pessoas, inclusive para quem tem dermatite atópica, só que aí o banho tem que ser de morno para frio e de no máximo 5 min, com a mínima quantidade de sabonete possível. Para meses mais frios, e crianças que estão com a dermatite atacada, o prazo para o banho pode ser maior”, finalizou.

Photo of puzzled black man trembls feels cold going to have shower crosses arms over naked body wears bath hat beauty patches and towel over neck isolated over rosy background. Showering concept

Sobre Rafael Soares

 

Rafael Soares é médico pela Universidade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, com título de especialista em dermatologia pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), assim como pós-graduação em nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Seu número de registro no CRM é 128012-SP.

 

Na trajetória profissional, além da atuação na dermatologia clínica e estética, assim como na nutrologia, Dr. Rafael Soares se dedicou à docência desde 2009 na mesma instituição onde se formou. Atualmente voltado para ministrar cursos específicos de especialização, o médico é referência no tratamento de doenças de pele e de técnicas exclusivas em estética.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE