PT acusa PSDB de praticar ‘terror’ na campanha

O PT de Americana emitiu nota acusando o PSDB de praticar “Terrorismo tentando desestabilizar eleições”. Na nota, assinada pelo presidente local e pelo coordenador da campanha na cidade, o Partido dos Trabalhadores denuncia o que considera “atos de extrema violência praticados por agressores ligados ao PSDB contra membros das equipes de rua do PT, em Americana e Nova Odessa”. Segundo o PT, a ‘ação terrorista’ aconteceu na madrugada da última terça-feira. Seis carros com cerca de 10 pessoas teriam perseguido e cercado um carro com 4 ocupantes que trabalham na campanha do PT. 
Abaixo trecho da nota do PT
O cerco se iniciou no bairro Antonio Zanaga, de onde os cabos eleitorais petistas, percebendo o risco que a situação apresentava às suas vidas, fugiram pela rodovia Anhanguera, sendo alcançados na praça de pedágio de Limeira, local em que os perseguidores provocaram um acidente com veículo em fuga e agrediram violentamente seus ocupantes. Conforme Boletim de ocorrência 1464/2014, lavrado pela Polícia de Cordeirópolis, ficou constatado que um dos agressores é guarda municipal em Americana, atualmente afastado das funções e que ocupa cargo de confiança na equipe do prefeito de Nova Odessa, o Bill do PSDB. Outro agressor é assessor parlamentar do deputado estadual Cauê Macris, também do PSDB, e está lotado na Assembleia Legislativa de São Paulo. Este episódio lamentável não foi o único ataque criminoso contra a campanha do PT. Uma sequência de fatos semelhantes indica a existência de um mesmo mandante. Em ação idêntica a já citada, ocupantes de dois veículos perseguiram e abalroaram um carro onde estavam dois militantes da campanha do PT em Nova Odessa. O veículo teve os pneus furados, os vidros quebrados e ambos sofreram sérias lesões corporais por parte dos perseguidores. Um deles teve a mandíbula fraturada em dois lugares, além de um corte na mão feito com estilete. Pela gravidade das agressões, a vítima foi encaminhada ao Hospital Municipal de Nova Odessa e aguarda internação no Hospital da PUC, em Campinas, para realização de cirurgia. Ameaças de morte contra militantes petistas e danos aos materiais de campanha do PT se intensificaram nesta última semana. Aliás, não é de hoje que estas práticas ilícitas vêm ocorrendo. Na eleição municipal de Americana, quando Diego De Nadai foi eleito prefeito, O PSDB também usou de terrorismo eleitoral, intimidando militantes de partidos adversários com ameaças de morte, soltura de rojões em suas residências e outros ataques que foram amplamente divulgados pela imprensa local. Há poucos dias, um tiro foi disparado contra a residência de um dos assessores do vereador Moacir Romero (PT), que integra a oposição ao prefeito Diego. Será que estas ações não foram engendradas pelo mesmo grupo? Tendo em vista os fatos apresentados, o PT reitera que não compactua com atos de violência e está pronto para coibir qualquer atitude que fuja do debate político transparente. No caso da agressão ocorrida no pedágio de Limeira, o partido já solicitou à Autoban que preserve as imagens gravadas e está apresentando ao TRE uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder político contra o PSDB. A pena é de multa, inegibilidade e cassação de mandato. Por fim, o PT se solidariza com as vítimas destes abusos e seus familiares, reforçando o compromisso de buscar o apoio dos órgãos competentes para impedir que novos conflitos ocorram e as eleições em nossa região possam ocorrer num clima de paz. Assinam a nota
Pedro Salvador – coordenador da campanha do PT de AmericanaMarco Russo ??? presidente do PT de Americana

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE