PSL em dúvida se aceita Bolsonaro de volta

Sem filiação partidária há mais de um ano, o presidente Jair Bolsonaro ainda não conseguiu um acordo sobre qual legenda irá se filiar para disputar as eleições do próximo ano. De acordo com relatos feitos ao Metrópoles, a pauta acabou “prejudicada” em razão da pandemia do coronavírus.

Segundo esses aliados, nas últimas semanas, Bolsonaro tem se dedicado à questão sanitária do país, o que fez com a escolha de um partido para disputar as eleições de 2022 ficasse em segundo plano.

(…) Diante das vias políticas e jurídicas que foram expostas com a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito na Operação Lava Jato, Bolsonaro passou a intensificar as negociações com o PSL, partido que conta com recursos em caixa, além de tempo de rádio e TV.

O presidente da sigla, Luciano Bivar (PE), ainda hesita em entregar o comando do PSL a Bolsonaro. Em recentes declarações, o mandatário do país afirmou que buscava um partido do qual seria “dono”. A exigência de Bolsonaro é avaliada como peça chave para uma “disputa equilibrada” com Lula.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE