Promotor pede cargos de Americana

A PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça) moveu ação para que sejam declarados inconstitucionais quatro cargos comissionados da Prefeitura de Americana, hoje ocupados por 98 servidores. A Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) aponta que as funções de Assessor Fazendário, Subsecretário de Unidade, Assessor Técnico e Assessor de Políticas Públicas possuem caráter técnico e deveriam ser ocupadas mediante realização de concurso público.

De acordo com informações do Portal da transparência da Prefeitura de Americana, dos 98 servidores nomeados nesses cargos, 63 não são concursados e 35 são funcionários de carreira que receberam gratificações. Juntos, eles ganham cerca de R$ 500 mil por mês.

Na Adim, o procurador Gianpaolo Poggio Smanio aponta que os “cargos impugnados desempenham atribuições essencialmente técnicas e burocráticas, devendo ser preenchidas por servidores efetivos, de carreira”.

A ação aponta que, embora a criação dos cargos tenha sido publicada em leis que continham a descrição das funções de cada um, isso foi feito com ‘elevado grau de generalidade, imprecisão e indeterminação e, ao mesmo tempo, expressaram atribuições que, em realidade, são técnicas, profissionais e ordinárias”.

Smanio pede que a prefeitura e a Câmara se manifestem e que os quatro cargos sejam julgados inconstitucionais. Por meio de nota, a Prefeitura de Americana afirmou que ‘entende estar de acordo com a lei na ocupação destes cargos – que é feita por servidores concursados ou não – e vem fazendo sua defesa em torno disse”.

Os cargos: funções, número de funcionários em cada um e remuneração

Assessor Fazendário: 2 comissionados com salários de R$ 8,8 mil
Subsecretário de unidade: 46 comissionados com salários de R$ 7,5 mil

Assessor técnico: 22 comissionados com salários de R$ 4,3 mil

Assessor de Políticas Públicas: 28 comissionados com salários de R$ 1,5 mil

Funções ocupadas por 98 pessoas, sendo que 35 são concursadas com gratificação > R$ 499 mil é a soma dos salários dos 98 servidores.

Com informações Liberal

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE