Projeto mix de moda e arte traz designer Cain Henrique

Foto: Alexandre Ferreira 
Conhecido por suas pinturas intimistas em preto e branco, o artista plástico e designer Cain Henrique leva nesta quarta-feira, dia 7, para loja Lukafé de Americana, obras inéditas feitas em técnica mista. O vernissage começa às 19h30 e as peças ficam à venda na loja até o dia 7 de janeiro.
O artista foi escolhido para dar o start no projeto idealizado pela produtora cultural Viela 19, encabeçado pela jornalista e consultora de moda Núria de Oliveira. O objetivo era levar obras de artistas locais para um espaço de moda, inspirado em grandes lojas de São Paulo, como a Cartel 011. 
???A ideia surgiu quando pensamos que as vitrines da loja ficariam ainda mais ricas e atrativas com pinturas. Na hora, já imaginávamos em privilegiar artistas locais em vez de colocar quaisquer obras, já que eles estão sempre buscando um espaço para expor. O Lucas (Rodrigo Pinto, proprietário da Lukafé) abraçou a ideia e o espaço interno também virou espaço para exposição???, comenta Núria.
Para ela, misturar moda e arte é algo natural, já que os dois são formas de expressão cultural. ???Já passou da hora de se compreender que a moda é uma forma de entender uma época, uma geração, a forma como certo período da sociedade pensa e se comporta. Assim com a pintura, as artes plásticas, a música, a literatura???, enumera. 
Os trabalhos de Caio Henrique da Silva ??? conhecido como Cain -, passa por diversas plataformas em uma mistura que exibe arte urbana e telas, entre a pintura e a escultura, entre linhas e pontos, simbologias e frases. Apesar de ter despertado a paixão pela pintura desde criança, foi em 2012 que começou a expressar seus sentimento e universo tímido através da arte. 
Sua obra é sustentada pelo seu jeito calmo, paciente e fechado em determinadas palavras. ?? puro reflexo sincero de pensamentos próprios que é transferido para a tela como necessidade de suprir seu silêncio naquele determinado momento. ???Os meus trabalhos são em preto e branco. Não me identifico com a parte colorida porque sou muito minimalista. Acredito que a arte é ligada totalmente na nossa parte psicológica. Mesmo que de forma subconsciente. Essa parte preta, obscura, os rostos são sempre de cabeça baixa, olho fechado, eu não faço uma pintura de olho aberto… Acho que isso reflete meu lado introvertido. O contraste de preto do branco é tanto dessa parte de vontade de me desprender, de ser mais extrovertido, de escancarar???, conta. 
A inspiração do artista vem de vários nomes nacionais e internacionais, principalmente de Rodrigo Branco, Alexandre Orion e Pedro Saci. Para a exposição na Lukafé, o artista levará seu universo particular com telas feitas com técnica mista, ou seja, com uso de spray, acrílico e giz. 
O vernissage será quarta-feira, dia 7, a partir das 19h30, com entrada gratuita. A Lukafé fica na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 990, Americana.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE