Projeto liberal de Macri falha feio na Argentina

Tido como modelo da recuperação da América Latina pelo viés neoliberal- mais mercado, menos governo- Maurício Macri tem seu pior momento à frente do governo da Argentina. A crise estourou esta semana com dados econômicos ruins e a ‘corrida ao FMI (Fundo Monetário Internacional)’ depois de 15 anos. 
A capital Buenos Aires foi palco de protestos contra o governo Macri na noite desta quarta-feira. Macri e seu modelo foram ‘vendidos’ como modelo liberal de salvação no Brasil, em especial pelo MBL, que usava suas medidas como ‘lição liberal’ para o Brasil.

DÍVIDA E CREDIBILIDADE- Para o cientista político e professor de contabilidade da UNB Afonso Arinos Gonçalves, “a Argentina tem um sério problema de falta de reservas internacionais”, o que enfraquece o país na relação com os credores. 
Segundo Arinos, o país tem US$ 200 bilhões de dívida para US$ 56 bilhões de reservas cambiais. “Isso (dívida alta) não seria problema se a dívida fosse longa, mas provavelmente devem ser títulos de curto prazo”, completou. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE