Profº Edinho quer mais atendimento em caixa eletrônico

Projeto que será votado nesta terça-feira propõe tempo máximo de 20 minutos de espera para atendimento
A Câmara Municipal de Sumaré vota, na sessão da próxima terça-feira (19), projeto de lei que garante número mínimo de funcionários na função “Posso ajudar” nos caixas eletrônicos do município. O PL nº 58/2019, de autoria do vereador Professor Edinho (Rede), leva em consideração o grande número de idosos, grávidas e pessoas com necessidades especiais que dependem dos serviços bancários.
“Considerando que do 1º ao 8º dia útil do mês é maior a incidência de pagamentos de benefícios previdenciários e de aposentadorias, a fim de que evitem filas e demora no atendimento, as agências bancárias deverão, durante o horário das 8h às 11h da manhã, ampliar o número de funcionários/estagiários na função ‘Posso Ajudar’ nas filas destinadas aos caixas eletrônicos”, estabelece a proposta.
De acordo com o PL, entende-se como tempo razoável de espera o prazo de até 20 minutos. “As agências bancárias deverão disponibilizar senhas com data e horário para usuários dos caixas eletrônicos que desejam o suporte de funcionários/estagiários para realizar as operações”.
O projeto ainda faculta às agências a disponibilização de cadeiras sinalizadas para idosos, grávidas e pessoas com necessidades especiais que aguardam o suporte dos funcionários nos caixas eletrônicos.
A agência que não cumprir as determinações, caso o projeto de lei seja aprovado, ficarão sujeitas a advertência e, em caso de reincidência, multa de dois salários mínimos. A partir da segunda reincidência, a multa seria de quatro salários para cada denúncia devidamente apurada.
A proposta prevê que as denúncias dos munícipes, devidamente comprovadas, deverão ser encaminhadas ao órgão municipal responsável pela fiscalização ou ao Procon. Se aprovada, a Lei entrará em vigor no período de 45 dias a partir da sanção do prefeito Luiz Dalben. A Ordem do Dia da 7ª sessão ordinária de 2019 terá ainda discussão e votação do Projeto de Lei nº 112/2018, de iniciativa do vereador Marcio Brianes (PCdoB), que dispõe sobre a regulamentação para a realização de shows e eventos artísticos acima de 1 mil expectadores; do PL nº 204/2018, de autoria do vereador Rubens Champam (PSDB), que institui o Dia Municipal de Prevenção e Combate a Diabetes, e dois PLs de autoria do vereador Dirceu Dalben (PR): o nº 33/2019, que institui o certificado “Mérito Voluntário de Sumaré”, e o nº 50/2019, que institui o Dia e a Semana de Prevenção e Combate ao Bullying. Os vereadores votam ainda o PL nº 56/2019, do vereador Edgardo Cabral (PRB), que institui a Festa do Outono no segundo sábado de abril; o PL nº 61/2018, de autoria do vereador Ronaldo Mendes (PSDB), que trata da normatização do serviço funerário gratuito no município; e o ???veto parcial ao autógrafo nº 008???, de autoria do Executivo. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE