Prof.a Juliana de olho no cuidado com HIV positivos

A vereadora Professora Juliana (PT) visitou nesta semana a sede do Serviço de Atendimento Especializado em Infectologia para obter mais informações sobre o serviço, bem como fiscalizar as condições estruturais e de equipe da unidade. A parlamentar protocolou requerimento sobre o tema nesta quarta-feira (4). O serviço atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde) pacientes com ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), HIV/AIDS e tuberculose e realiza testagens da população para prevenção dessas doenças. A vereadora apurou no local que cerca de 1.300 pessoas são acompanhadas pela unidade atualmente.

 

“Fomos até a unidade para conhecer o serviço prestado e entender quais têm sido as principais dificuldades das profissionais que ali atuam. Esse trabalho de prevenção às ISTs e HIV é muito importante e precisa de atenção do poder público”, disse a vereadora.

De acordo com o relato da equipe da unidade feito à vereadora Professora Juliana, o quadro de funcionários do local precisa de reforço para ampliar e acelerar o atendimento feito hoje.  “A equipe tem feito um trabalho muito importante, mas está sobrecarregada, porque a única recepcionista destinada à unidade tem carga horária de trabalho menor que o horário de funcionamento do serviço, então a unidade fica sem recepção durante o período da tarde. Além disso, a unidade conta com apenas uma médica, que se dedica 4 horas por dia ao local”, explicou a vereadora.

 

Diante das informações obtidas, a vereadora protocolou nesta quarta-feira (4) um requerimento questionando a Prefeitura de Americana se há previsão de contratação ou remanejamento para ampliar o quadro de funcionários do serviço, com mais uma recepcionista e mais uma médica.

 

PREVENÇÃO- Além da situação da equipe, a vereadora apurou ainda que no primeiro semestre desse ano, foram confirmados 28 novos casos de HIV/AIDS na cidade, um número considerado alto e que acende um alerta para a necessidade de realizar mais campanhas de conscientização.

Um trabalho preventivo que vinha sendo realizado, segundo informações da equipe, era o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) Itinerante – em que a equipe ia até a população mais vulnerável a essas doenças para fazer testagem rápida e entrega de material informativo.

No entanto, com a pandemia, desde o ano passado esse trabalho foi interrompido. Conforme apurado pela vereadora Professora Juliana, a equipe solicitou autorização para a Secretaria de Saúde para retomar o trabalho em fevereiro, mas ainda não houve resposta. Diante disso, a parlamentar também questionou em seu requerimento a possibilidade e previsão de retomada desse trabalho preventivo.

 

“Vamos seguir monitorando esse serviço tão importante para nossa cidade e cobrando mais investimento e atenção a essa área”, disse Professora Juliana.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE