Prefeitura quer comissionados com ensino superior

A Câmara de Nova Odessa realiza na próxima segunda-feira, dia 29, a 3ª sessão extraordinária do ano. Os vereadores se reúnem novamente a partir das 15h para discutir e votar o Projeto de Lei Complementar 6/2019, de autoria da Prefeitura, que dispõe sobre a estrutura administrativa. Trata-se de alterações e a reestruturação dos cargos em comissão e de funções de confiança. Esta semana foi realizada uma sessão extra, mas um pedido de vistas adiou a votação do projeto.
O projeto altera a Lei Complementar 56, de 11 de maio de 2018, prevendo mudanças no quadro e nas atribuições dos cargos de provimento em comissão (???comissionados???) e das funções de confiança, assim como estabelecendo o regime de contratação, os requisitos e a escolaridade. A proposta extingue parte dos atuais cargos comissionados e cria outros, com denominações e atribuições diferentes.
Em 14 de junho passado a Prefeitura exonerou 53 comissionados, parte do atual quadro, após o Tribunal de Justiça julgar ilegal a lei originária de tais cargos em comissão e determinar a medida. O IBAM (Instituto Brasileiro de Administração Municipal) foi contratado para elaborar o novo projeto da estrutura administrativa e a proposta foi protocolada pelo Executivo no dia 5 de julho.
O prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza havia encaminhado ofício à Câmara solicitando a designação de sessão extra para apreciação do projeto, tendo em vista que o mesmo não foi votado antes do término do primeiro semestre. Entre os dias 15 e 31 de julho, a Câmara está no período de recesso parlamentar, quando não ocorrem as sessões ordinárias ??? este ano foram realizadas 23 delas.
Entre as mudanças pretendidas está a exigência de que os ocupantes dos cargos em comissão tenham curso superior. O projeto recebeu duas emendas propostas pelos vereadores Antônio Alves Teixeira, o Professor Antônio (PT), Cláudio José Schooder, o Leitinho (PV), e Tiago Lobo (PCdoB), para redução dos salários de secretários e secretários-adjuntos, além de exigir curso superior dessas funções.
Durante a discussão da primeira das emendas na sessão extra de terça-feira (dia 23) houve pedido de vistas pelo vereador Leitinho, adiando a votação do projeto como um todo. Os vereadores de Nova Odessa não recebem adicional no subsídio para participar das sessões extras e o Legislativo transmite todas as sessões ao vivo pelo site (www.camaranovaodessa.sp.gov.br), no link ???Sessão Online???, e pela página oficial no Facebook (Câmara de Nova Odessa).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE