Prefeitura de Nova Odessa lamenta morte de professora por Covid19

A equipe da Prefeitura de Nova Odessa lamentou profundamente o falecimento da professora Josinara Bellinatti de Moura, de 46 anos, nesta segunda-feira (15/03), por Covid-19. Ela lutava contra a doença na UR (Unidade Respiratória) do Jardim Alvorada, que serve como referência para o atendimento de pacientes com sintomas respiratórios na Rede Municipal de Saúde. O Serviço Público Municipal já havia perdido outros colaboradores neste ano, inclusive para o novo coronavírus (veja abaixo).

“A Secretaria Municipal de Educação de Nova Odessa, em nome de todos os servidores da pasta e de toda a Prefeitura, manifesta profundo pesar pela perda, e estende seus pêsames e suas orações aos familiares e amigos da professora Josinara”, declarou o secretário José Jorge Teixeira, em nome do prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho.

Josinara nasceu em janeiro de 1975, era casada com Jeferson Moura e mãe do Lucas, e também filha de Margarida Innocêncio Bellinatti e de José Maria Bellinatte. Era servidora da Prefeitura de Nova Odessa desde 03/04/2000, tendo atuado como auxiliar de Desenvolvimento Infantil de 03/04/2000 a 22/07/2001 e como professora de Ensino Fundamental na Rede Municipal desde 23/07/2001.

“A Josinara era professora de Educação Básica e trabalhava na EMEFEI Dante Gazzetta. Ingressou no Serviço Público Municipal por concurso, em 2001. Era uma pessoa muito alegre e vibrante, que atuou em diversas escolas da Rede Municipal. Ela apresentou sintomas leves de Covid-19 na semana passada e o seu quadro evoluiu muito rápido. Deixará uma lacuna entre amigos e familiares. A Secretaria Municipal de Educação agradece a dedicação e empenho dessa grande professora, que mesmo na pandemia seguia em trabalho remoto com seus alunos”, lamentou o titular da pasta.

OUTROS CASOS

Em 2020, dois servidores da Prefeitura de Nova Odesa já haviam sido vitimados pela Covid-19. Foram eles o guarda civil municipal Newton Araújo Gino (que faleceu em julho, enquanto estava em gozo de licença prêmio) e o engenheiro de Segurança do Trabalho Adilson Vicentini, de 73 anos, que faleceu no final de dezembro mesmo afastado preventivamente das atividades. Ele tinha outras comorbidades.

No último dia 04 de março, a doença havia vitimado outra servidora da Secretaria de Educação, a auxiliar de apoio escolar Ivone Abdala Francisco de Carvalho. Dona Ivone, como era conhecida, ingressou no Serviço Público Municipal em 04/03/1994, na época como merendeira. Trabalhou por muitos anos na EE Dr. João Thienne e, nos últimos cinco anos, estava lotada no Setor de Alimentação Escolar (ou “Setor de Merenda”), onde acompanhava o trabalho da nutricionista Juliana Pissaia Savitsky e “substituía”, quando havia necessidade, faltas pontuais ou licenças de colegas.

“Dona Ivone era funcionária antiga da Prefeitura, concursada e comprometida com suas tarefas. Foi uma colega exemplar e uma pessoa de ótimo relacionamento. Ficou por cinco anos atuando com a Juliana na Merenda Escolar. Era muito solidária e amiga de todos. Coincidentemente, seu filho também é servidor municipal em Nova Odessa, e atua no almoxarifado do Hospital e Maternidade Municipal. Foi uma grande perda para toda a equipe da Educação e para toda a Prefeitura de Nova Odessa”, comentou o secretário-adjunto Assis das Neves Grillo.

Nesta semana, em cumprimento à decretação de “fase emergencial” do Plano São Paulo pelo Governo do Estado, a Prefeitura colocou a maior parte de sua força de trabalho dos setores não essenciais em sistema de teletrabalho. Quem precisa trabalhar em setores burocráticos está fazendo meio período. O Paço e outros setores administrativos permanecem fechados ao público até 30 de março.

OUTRAS CAUSAS

Em 26 de janeiro de 2021, havia falecido de causas naturais o servidor municipal e diretor de escola Francisco Carlos Sabatim. Morador de Santa Bárbara d’Oeste, ele tinha 65 anos e deixa esposa e dois filhos. O educador atuou em vários bairros do município e sempre foi muito querido nas escolas em que passou. Também no ano passado, a GCM feminina Rosângela Fagundes havia falecido de ataque cardíaco durante o atendimento a uma ocorrência. Estes casos, apesar de muito lamentados pela equipe, não entram “na conta” da Covid-19.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE