Prefeitura acusa Thiago Brochi de autopromoção

A Diretoria da Fusame e a Secretaria de Saúde de Americana vêm, por meio desta nota, lamentar a postura e atitude do verador Thiago Brochi que, no último sábado, transmitiu vídeo de dentro de um dos quartos do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. O parlamentar, que no vídeo afirmou que a equipe não teria dado banho em uma paciente por falha, não procurou nenhum membro da Administração do hospital ou da equipe de atendimento antes ou depois da gravação, tendo deixado o prédio do HM em seguida ao registro para outros compromissos, sem se preocupar em esclarecer ou apurar as supostas denúncias que apresentou no vídeo.
De acordo com o prontuário de atendimento, informamos que a senhora Lurdes, filmada na companhia de sua cuidadora com a reclamação de que não teria tomado banho durante o sábado, estava proibida de tomar banho por ordem médica. Ocorre que, devido à fragilidade da paciente e da gravidade do estado de saúde, qualquer movimento poderia agravar seu quadro. Infelizmente, ela faleceu às 22h52 da noite seguinte; pouco mais de 24 horas depois da gravação do vídeo. Com relação às outras duas pacientes apresentadas no vídeo, informamos que a paciente Gilda recebeu troca de fraldas, banho e higienização entre 7h30 e 9h do sábado (15) e passou por nova higienização e troca de fraldas às 17h30 daquele dia. Também de acordo com o prontuário das pacientes, a paciente Helena recebeu banho no leito entre 7h30 e 8h30 do sábado, além de higienização e troca de fraldas, o que ocorreu novamente às 17h30. As trocas de roupas são efetuadas diariamente pela equipe de enfermagem e todas as peças de vestuários e lençois são substituídas.
O trabalho de fiscalização dos parlamentares e o papel de buscar informações e melhorias para o serviço público é louvável e respeitado por todos na Fusame e no Poder Executivo. O que ocorreu  no último sábado, no entanto, está longe de se tratar de uma ação preocupada com o bem-estar de pacientes, uma vez que ninguém da equipe de plantão ou da administração do hospital sequer foi procurada pelo parlamentar. A oposição de ideias é natural da política, mas é lamentável se utilizar da exposição de pessoas doentes, em um hospital, em nome de autopromoção.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE