Pref. segue com ações de combate ao Aedes aegypti

Ações de prevenção contínuas. O combate ao mosquito Aedes aegypti não para em Santa Bárbara d’Oeste. As atividades seguem intensificadas e ininterruptas durante todo o ano, visando o período com maior probabilidade de transmissão da dengue e de outras arbovirores.

Os agentes de controle de endemias realizam diariamente visitas casa a casa para inspeção e orientação aos munícipes sobre a importância de se eliminar os focos de mosquito. Nesta semana as equipes estão trabalhando nos bairros Vila Grego, Vila Linópolis, Jardim Dulce, 31 de Março, Residencial Furlan, Vila Aparecida, Vila Oliveira e Santa Luzia.

Além das visitas para orientação, os agentes realizam a retirada de possíveis criadouros detectados nos imóveis, visitas quinzenais a Pontos Estratégicos (locais com maior probabilidade de proliferação de mosquitos, como ferros-velhos, borracharias, recicladoras, cemitérios) e visitas a Imóveis Especiais (imóveis com grande circulação de pessoas, como escolas, templos religiosos, Unidades Básicas de Saúde, Shopping Centers, Hospitais). O Município também promove ações educativas ao longo de todo o ano em cronograma específico nas unidades municipais de ensino e, quando solicitado, em escolas estaduais e particulares.

Orientações
 

A Secretaria de Saúde orienta os munícipes a eliminarem todos os possíveis focos de mosquito. A pasta ressalta que o criadouro mais comum tem sido o tambor de armazenamento de água (deve permanecer vedado), além dos pratinhos de vaso de plantas (que devem ser removidos), pneus, calhas entupidas (que devem ser limpas regularmente), caixas d’água abertas. A eliminação dos criadouros é a única medida eficaz de prevenção. Caso a pessoa apresente febre alta, dor de cabeça, manchas no corpo, deve procurar a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua residência.

A Prefeitura orienta a população a receber os agentes de controle de endemias, porque eles têm informações importantes sobre medidas simples que podem prevenir doenças graves. Em caso de dúvidas, entrar em contato com a Divisão de Controle de Vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), pelo telefone 3463.8099.

Projeto “Combate às Arboviroses”
 

Recentemente o Município aderiu ao projeto “Combate às Arboviroses Dengue, Chikungunya e Zika Vírus na Região Metropolitana de Campinas”, financiado pela Agemcamp, pelo qual estão sendo adquiridos novos panfletos informativos, equipamentos de inspeção visual remota (para inspeção de calhas e caixas d’água), aplicação de testes rápidos, disponibilização de telas para caixas d’água e depósitos de água para conter criadouros ativos. Os materiais já estão sendo entregues e servirão de importante reforço no combate ao Aedes aegypti nos próximos meses.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE