Pref- NO conclui plano de macrodrenagem em afluentes do Quilombo

As quatro obras do Plano de Macrodrenagem da prefeitura de Nova Odessa em afluentes do Ribeirão Quilombo em território municipal, estão concluídas. O Plano corresponde a obras de drenagem de águas pluviais nas imediações do Jardim Santa Rita 1, em um trecho da Rodovia Rodolfo Kivitz, nas Chácaras Recanto Solar que também atingem a bacia do Córrego Recanto e o desassoreamento do próprio Quilombo. As obras incluem a construção das redes de galerias, para a canalização das águas pluviais, evitando as enxurradas que causam o carreamento de material sólido e o consequente assoreamento dos córregos dessas regiões, portanto prejudicam a bacia do Quilombo.

Os três locais contemplados com essas galerias são as imediações do Jardim Santa Rita 1 (na divisa com o Sítio do Piconi, incluindo a bacia do Córrego Piconi); um trecho da Rodovia Rodolfo Kivitz, próximo ao cruzamento com a Avenida São Gonçalo (cujas águas pluviais serão canalizadas para o Córrego Recanto) e as Chácaras Recanto Solar (que também atingem a bacia do Córrego Recanto). O assessor adjunto de Obras e Serviços Urbanos, engenheiro Arlindo Donato dos Santos,  explicou que as galerias vão direcionar toda a água da chuva que escorre nessas localidades para os córregos, sem arrastar resíduos sólidos, como barro, areia e pedras. ???São medidas essenciais como prevenção às cheias e alagamentos, além de evitarem o assoreamento destes córregos e represas que gradualmente também chegam ao Ribeirão Quilombo???, disse.

QUILOMBO A quarta obra do Plano de Macrodrenagem também está em vias de ser concluída. Trata-se do desassoreamento (dragagem e limpeza) do leito do Ribeirão Quilombo no trecho de aproximadamente 2.500 metros, situado entre a Vila Azenha e as proximidades da ponte do Instituto de Zootecnia (IZ). Segundo o engenheiro Arlindo, a obra foi realizada de forma a ???não degradar o meio ambiente???. ???Fizemos o trabalho alternando as margens apenas nas áreas onde não havia vegetação a ser danificada conforme o projeto aprovado pela Cetesb???, disse ele. ???Oportunamente a prefeitura deverá fazer plantio de árvores nativas nestes locais para ajudar na recuperação do ecossistema???, finalizou. O convênio com o Ministério das Cidades para execução de todo o Plano prevê R$ 961 mil em repasses federais mais contrapartida do município.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE