Pref. lança refis 2.0 e quer arrecadar

Os contribuintes que aderiram às edições do PRD (Programa de Regularização de Débito) lançado em 2017, mas que acabaram tendo o benefício cancelado porque não conseguiram honrar com o pagamento de ao menos três parcelas, terão mais uma chance de ficar em dia com a Administração. Projeto de lei de autoria do prefeito Bill Vieira de Souza, aprovado nesta segunda-feira (28) pela Câmara, permite que esses contribuintes, exclusivamente, peçam a reinclusão no programa, entre os dias 3 e 28 de setembro, nas mesmas condições e com os respectivos benefícios, contudo, com o acréscimo de juros das parcelas em atraso.
Para isso, o contribuinte deverá comparecer pessoalmente à Central de Atendimento ao Cidadão, que funciona no Paço Municipal (Avenida João Pessoa, 777, Centro), e retirar a guia para pagamento em data a ser agendada pelo próprio contribuinte – no prazo máximo de 30 dias ??? dos valores em atraso. De acordo com a Secretaria de Finanças e Planejamento, a Prefeitura tem 777 parcelas em atraso de contribuintes que acabaram excluídos do programa. O valor das parcelas corrigidas é R$ 501,2 mil aproximadamente. ???Qualquer valor sempre é de grande importância para o município, já que possibilita não apenas o pagamento de contas como também investimentos???, ressaltou a secretária de Finanças e Planejamento, Mara Beatriz Kilmeyers. ???Esta é mais uma oportunidade para o contribuinte regularizar sua situação junto à Administração???, completou ela.
???Decidimos retomar esse programa exclusivamente para os contribuintes que não conseguiram pagar as parcelas acordadas justamente para estimular, mais uma vez, o fim do débito com o município, garantindo a essas pessoas e empresas os mesmos benefícios, nas mesmas condições dos anteriormente concedidos. Desta forma, estaremos fomentando significativamente a recuperação de créditos aos cofres públicos, auxiliando também o contribuinte interessado, que por diversas razões não puderam permanecer no programa resultando na perda do benefício???, afirmou o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza.
PROGRAMAS ANTERIORES. No ano passado, a Prefeitura de Nova Odessa lançou duas edições do Programa de Regularização de Débitos), o primeiro entre abril e junho e outro entre julho e início de agosto. Levantamento do Setor de Rendas apontou que a Prefeitura negociou cerca de R$ 10,9 milhões, sendo que deste valor, aproximadamente R$ 2 milhão entraram no caixa da prefeitura como pagamento à vista e pagamento da primeira parcela do acordo e o restante quitado, com um total de 3.500 adesões de pessoas físicas e jurídicas. 
Durante o período em que o programa esteve aberto, os contribuintes que solicitaram suas adesões e puderam negociar débitos em aberto com a Administração com descontos de até 100% nos juros e parcelamentos em até 60 meses para pessoas físicas e 96 meses para pessoas jurídicas. O PRD de 2017 possibilitou a negociação de dívidas contraídas até 31 de dezembro de 2016. Entre os débitos que puderam ser negociados estavam impostos como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto sobre Serviço), além de taxas.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE