Pref. apoia Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) da Prefeitura de Americana está apoiando a Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica e Familiar, lançada em 10 de junho pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O objetivo é criar um elo silencioso de denúncia em que a vítima de violência pode expressar um pedido de socorro ao desenhar um X na mão e exibir o sinal ao farmacêutico ou ao atendente na farmácia para que a polícia seja acionada imediatamente.

A adesão das farmácias e dos membros do judiciário à campanha se deve ao fato do aumento de registros de violência doméstica durante a pandemia da Covid-19. O isolamento social, uma das formas de prevenção ao contágio do vírus, acabou expondo mulheres e crianças às situações de vulnerabilidade no próprio lar.

Em contato com o Poder Judiciário local, com o juiz da Vara do Júri, Infância e Juventude, doutor Wendell Lopes Barbosa de Souza, a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos mobilizou farmácias da cidade para que possam aderir à campanha.

“Fizemos o contato com as farmácias para aderirem a campanha, uma vez que a vítima pede ajuda por meio desses estabelecimentos. Também existe o interesse de órgãos como o IML, GAMA, PM, Delegacia de Defesa da Mulher, Ministério Público, OAB, Conselho da Mulher, Conselho Tutelar, setor técnico forense, entre outros. Além disso, outros órgãos estão fazendo contato direto com o Conselho Nacional de Justiça”, disse a coordenadora da Unidade de Direitos Humanos, Alcimara Batalhão.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE