Preenchimento labial: tudo sobre procedimento em alta

A especialista Dra. Ana Paula Moro Quinteiro revela que o preenchimento labial tem diversas vantagens: “o preenchimento corrige assimetrias, promove contornos mais definidos e elimina rugas ao redor da boca. Mas muita gente o busca mesmo para aumentar os lábios, deixando-os mais volumosos e com aspecto mais carnudo”.
Primeiros Passos Segundo a Dra. Ana Paula, o primeiro passo para garantir um bom resultado é a escolha do profissional e do procedimento mais seguro: “a substância mais indicada é o ácido hialurônico porque é muito seguro e seu risco de alergia é mínimo. Essa substância é muito similar ao constituinte natural da pele e, por isso, o preenchimento funciona como uma espécie de reposição do ácido hialurônico, que normalmente reduz com o envelhecimento”, revela.
ProcedimentoO produto é aplicado com uma agulha, em média 1 a 2 ml (geralmente as seringas com os produtos vem com 1 ml). Logo após a aplicação, é feita uma massagem para acomodar o produto nos lábios: “a área a ser preenchida depende da necessidade de cada paciente, só que a maioria pedem para que a parte superior dos lábios ganhe mais volume, pois é a porção mais fina da boca”.
Além disso, com a técnica adequada, a especialista revela que é possível fazer mais do que apenas preenchimento, mas um contorno labial: “podemos desenhar o chamado arco do cupido, proporcionando um contorno labial havendo mais definição”.        
Duração                                                                    A Dra. Ana Paula revela que o produto dura de 6 meses a 2 anos. Para a reaplicação não existe um prazo mínimo: “Se o resultado não foi o esperado, tem volta. Existe uma enzima chamada hialuronidase que consegue destruir o ácido aplicado e fazer seus lábios voltarem à forma anterior.                                      Existem contraindicações?
O preenchimento deve ser evitado por quem tem alergia ao produto, grávidas, mulheres que estejam amamentando, portadores de doenças autoimunes, pessoas com distúrbio de coagulação e quem tem uma infecção no local da aplicação. Nesses casos, a realização do procedimento pode causar reação alérgica, sangramento excessivo ou agravar infecções.
Desenho do preenchimentoA Dra. Ana Paula ilustra através de fotografias como é feito o planejamento para o preenchimento: “fazemos os desenhos correspondentes às áreas corretas de preenchimento. A cor branca são áreas para contornar e a cor azul são áreas para dar projeção”. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE