Pró-Saúde registra BO contra Prefeitura

A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar registrou hoje, dia 11/1, Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia de Polícia Civil, no qual relata a situação do contrato firmado com a Prefeitura de Sumaré para a gestão da UPA 24h Macarenko e do PA Matão.
 Conforme o Boletim de Ocorrência, atualmente, a dívida da Prefeitura com a Pró-Saúde é de aproximadamente R$ 10,6 milhões, fato que tem impedido a entidade de prestar o serviço de saúde integral para a população. Hoje, faltam recursos financeiros para o pagamento dos serviços médicos, funcionários das unidades, fornecedores e compra de insumos básicos. Por esse motivo, o atendimento segue restrito aos casos de urgência e emergência. Para se ter uma ideia da dificuldade em receber, a Pró-Saúde informou no BO que o pagamento relativo ao mês de setembro de 2016 foi realizado pela Prefeitura em dez datas diferentes, entre 26/10/2016 e 27/12/2016. O último recurso que a Pró-Saúde recebeu da Prefeitura foi em 29/12/2016, no valor de R$ 320.380,00, dinheiro utilizado para o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário dos funcionários. Diante dos constantes atrasos, a Pró-Saúde enviou vários ofícios à Prefeitura de Sumaré, cobrando o cumprimento do contrato com o pagamento da dívida. Transição Ainda no Boletim de Ocorrência, a Pró-Saúde também relata um encontro ocorrido em razão da mudança de comando da Prefeitura. No dia 30/12/2016, a entidade foi procurada por uma pessoa que se identificou como Vladimir, dizendo-se integrante da equipe de transição do atual governo municipal. Ele afirmou que a Prefeitura de Sumaré não teria interesse em manter o contrato com a Pró-Saúde e que o encontro seria para resolver a situação amigavelmente. No mesmo dia, Vladimir apresentou outra pessoa, que entregou um cartão de visita, identificando-se como o advogado Paulo Antonio Leite. Ele se dizia representante da FENAESC (Federação Nacional das Entidades Sociais e Comunitárias), organização que, segundo seu site, realiza gestão de unidades de saúde. A reunião também contou com a presença de duas pessoas que se identificaram como sendo da diretoria da FENAESC, Leonardo e Ricardo. Durante o encontro, Paulo afirmou que a FENAESC iria assumir a gestão da UPA 24h Macarenko e do PA Matão. Qualidade O contrato de gestão entre a Prefeitura de Sumaré e a Pró-Saúde foi firmado em agosto de 2014, válido por 60 meses, a um custo mensal de R$ 3,2 milhões. Em agosto de 2016, houve uma revisão contratual e o novo valor foi atualizado para R$ 3,6 milhões mensais. Porém, os pagamentos nunca foram cumpridos, conforme previa contrato. Do início do contrato de gestão até dezembro de 2016, a UPA 24h Macarenko realizou 361.741 atendimentos. No PA Matão, durante o mesmo período, foram realizados 225.465 atendimentos. A média de satisfação dos usuários nas unidades foi de aproximadamente 90%. Sobre a Pró-Saúde A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar completa em 2017, 50 anos de atuação e é considerada uma das maiores instituições de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Presente em todas as regiões do Brasil, a entidade tem sob sua responsabilidade quase três mil leitos e o trabalho de cerca de 20 mil profissionais, sendo 3,5 mil médicos. Entidade filantrópica, sem fins lucrativos, a Pró-Saúde é certificada como Entidade Beneficente de Assistência Social na Área da Saúde. Tal reconhecimento oficial pelo Ministério da Saúde reforça sua atuação no âmbito da gestão do SUS, com eficiência e qualidade, ampliando o acesso da população aos serviços. Sua atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor e permite que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, além da gestão de serviços de ensino.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE