Pró Saúde deve reassumir UPA e PA

A Pró-Saúde informa à população do município de Sumaré, a seus funcionários, médicos e fornecedores que o decreto municipal de intervenção na UPA 24h Macarenko e PA Matão teve seus efeitos suspensos pelo Poder Judiciário no início da noite de hoje (06/02) com o seguinte fundamento: “Como se trata de associação privada regularmente contratada, não pode o Município de Sumaré nela intervir. Não pode o Poder Público intervir em uma entidade privada, sem respaldo legal”. Diante disso, a Pró-Saúde aguardará regular intimação do Município dessa decisão, para retomar às atividades de gestão das referidas unidades de saúde, das quais havia sido ilegalmente afastada. Não se pode deixar de reforçar, mais uma vez, que a regular gestão das unidades de saúde passa pelo pagamento das parcelas do contrato em atraso pela Prefeitura, valores sem os quais a administração das unidades de saúde se mostrará sem condição de funcionamento, situação esta vivenciada nos últimos meses e de amplo conhecimento público.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE