Pré candidatos ‘meio parados’ diante da crise

Raros são os casos de pré-candidatos a prefeito em toda a região que tenham assumido o risco e criado movimentos que visem alertar a população ou minorar a crise gigante que nos atropela desde o meio de março. Dois ‘outsiders’ têm tentado se posicionar de modo mais efetivo. Um com boas ações e outro no ataque frontal a politicos.
NEN?? E CRIVA– Nenê Réstio- Cidadania- tem feito um Uber Solidário que leva comida e tenta atender pessoas necessitadas em Nova Odessa. Em Americana, Major Crivelari- PSL- incita comerciantes a furar o isolamento social e com isso ataca o governador João Doria e as prefeituras locais. Nenê também ataca Doria em algum momento, o que não configura em ação face à crise.
EFETIVIDADE– Um pré-candidato que tem buscado apresentar alternativas ao governo Omar Najar- Americana- é o empresário Ricardo Molina. Antes bastante ativos na cobrança dos governos, vereadores como Dr José- Santa Bárbara- e Welington Rezende- Americana- também tem pouco ou nada contribuído para o debate do futuro pós crise.
QUANDO A CRISE PASSAR– o eleitor pode buscar saber o que cada um fez para que a cidade saísse rapidamente da crise sanitária e econômica. Talvez seja tarde demais para buscar propostas depois do leite derramado.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE